O Vermelhinho Básico – parte 2

 

O jogador Wayne Rooney do Manchester United.

Sabemos muito bem que a expressão “a roupa faz o homem” tem um fundo de verdade. E não estou falando de um belo terno da grife Armani e sim das roupas usadas por esportistas.

Pois é, quem nunca ouviu falar daquele traje usado por nadadores conhecida como “pele de tubarão” (shark skin)? Grande parte dos últimos recordes mundiais em natação se devem a roupa que praticamente deixa o corpo do atleta sem atrito com a água. Mas eu estou falando de esportes em que a roupa não determina quem ganha ou quem perde, como lutas de boxe ou até mesmo futebol. Mas alguns estudos estão começando a mostrar o contrário. E adivinha o que está chamando a atenção dos pesquisadores? Pois é, a cor da roupa, de novo…

Os pesquisadores Russell Hill e Robert Barton, do Grupo de Pesquisas sobre Antropologia Evolutiva da Universidade de Durhan, na Grã-Bretanha fizeram um levantamento estatístico de algumas categorias de lutas que ocorreram nos jogos Olímpicos de Atenas em 2004. Nesses esportes os competidores recebem aleatoriamente uniformes vermelhos ou azuis. A pesquisa mostrou que usar vermelho aumenta um pouco as chances de ganhar. No tae know do por exemplo, quem usava vermelho venceu 57% das lutas e 55% no boxe. Além disso, em outro levantamento estatístico feito pela dupla mostrou que isso ocorre no futebol também. Manchester United (imagem acima), Liverpool e o Arsenal (que usam roupas vermelhas) venceram 38 das 56 temporadas do campeonato inglês.

Mas isso tudo levanta uma questão: os resultados podem ser mera coincidência ligando um maior número de vitórias para quem usava vermelho. Mas um outro estudo, dessa vez feito por Bernd Strauss, Nobert Hagemann e Jan Leissing, psicólogos da Universidade de Münster, na Alemanha, parece confirmar os dados obtido pelos ingleses. Eles pediram a 42 árbitros que declarassem os vencedores das lutas de artes marciais que foram gravadas. No vídeo os competidores estavam trajando roupas vermelhas ou azuis. Depois os pesquisadores trocaram digitalmente a cor das roupas dos competidores e exibiram novamente aos árbitros. O resultado surpreendeu pois embora tivessem visto as mesmas lutas nos dois momentos, quem estava vestindo vermelho teve 13% mais vitórias em relação quem usava azul.

Ou seja, inconscientemente os árbitros são levados a dar preferência pelo vermelho mas de acordo com a dupla inglesa Hill e Barton o maior número de vitórias para quem usa vermelho parece ser uma característica evolutiva. Nos mamíferos, o vermelho está ligado à testosterona e, consequentemente, à dominância. Isso acabaria acionando o instinto de submissão no adversário.

No próximo e último post sobre a cor vermelha veremos que a cor pode alterar o jeito como agimos e pensamos. Até…

Post da série ‘O Vermelhinho Básico’. Imagem do jogador inglês Wayne Rooney por toksuede pelo Flickr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário