Feliz 21 voltas em torno do Sol!

 

É pique, é pique! Ra-tim-bum! Ê!

Era uma vez, numa chuvosa tarde de quarta-feira que eu nascia. Sim, exatos 21 anos atrás a pessoa que vos escreve aparecia no mundo para acrescentar mais um número aos filhos daqueles que vieram na geração Baby Boom que são as pessoas que nasceram depois da segunda Guerra Mundial, no qual a quantidade de gente no planeta subiu vertiginosamente, sendo o primeiro bilhão de pessoas registrado nessa época.

Bom, coloquei 21 voltas ao redor do Sol pois, tirando algumas artimanhas para corrigir nosso modo de anotar o tempo como anos bissextos (já que a Terra demora 365 dias mais 6 horas para dar uma volta completa ao redor do Sol, somando quatro anos, essas horas restantes resultam num dia completo, sendo necessário adicioná-lo ao calendário), é exatamente isso que aconteceu comigo. Há exatos 21 voltas ao redor do Sol atrás eu nasci. E como nós ocidentais usamos o calendário gregoriano (uma substituição do calendário juliano) que conta como sendo ‘ano’ o período que a Terra leva para dar uma volta completa ao redor do nosso Astrorrei dizemos que uma pessoa fez tantos anos de vida pois a Terra deu tantas voltas ao redor do Sol.

Com isso na cabeça, eu fiquei pensando: se eu tivesse nascido em outro planeta, quantos anos de idade eu teria? Bom, obviamente ainda não é possível o ser humano ir para outro planeta quiça nascer em outro a não ser aqui, mas uma das coisas que gosto muito da espécie humana são (1) descobrir que existem leis naturais que regem como as coisas funcionam e (2) temos uma imaginação que me espanta (vide bons livros de ficção). Com essas “ferramentas” em mãos, é fácil me transportar para outros planetas (melhor que o teletransporte do Jornada nas Estrelas).

Apenas uma ressalva antes de continuar: as datas que colocarei não significam que ficaria mais velho ou mais jovem nos planetas que vou “nascer”, é apenas uma transformação das datas já que cada planeta tem um período de translação ao redor do Sol. Em Mercúrio por exemplo, o planeta mais próximo do Sol, eu teria mais de 88 anos de idade. Isso acontece pois cada ano mercuriano tem 87 dias terrestres. Ele precisa ser rápido pois caso contrário ele seria engolido pelo Sol. Já em Vênus (o irmão quente da Terra, com atmosfera que derrete chumbo devido a um efeito estufa aterrorizante) teria mais de 34 anos de idade (cada ano venusiano tem 224 dias). Creio que estando nesses dois planetas, eu teria uma bronzeado invejável :P

Pulando a Terra, já que estou nela, vamos para Marte. Lá eu teria meros 11 aninhos. Cada ano marciano equivale a 687 dias terrestres. Nesse caso, como seria nossa organização de tempo por lá. Se um dia vamos morar por lá (se é que vamos) devemos pensar nisso. Ou aumentamos o número de dias por mês (péssima notícia para os trabalhadores já que cada mês teria quase 60 dias. Esperar o fim do mês para receber o salário seria um sacrifício danado. Ou aumentar o número de meses. Acho que vai ficar complicado do mesmo jeito.

Ok, continuando. Em Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, estaria faltando quatro meses para completar dois anos de idade. Lá, cada ano jupteriano equivale a 12 anos terrestres, ou seja, cada mês do calendário deles (se baseando no nosso gregoriano) equivaleria a um ano nosso! Em Saturno, teria pouco mais de oito meses de idade (cada ano saturnino equivale a 29 anos terrestre). Deve ser legal ver os anéis ao entardecer por lá. Com 90 dias de idade em Urano eu poderia estar numa situação delicada, já que o planeta está “deitado” na linha imaginária de translação ao redor do Sol. Ou seja, ele sempre exibe o seu pólo Sul para o Sol (mas isso não resolve muita coisa, já que o planeta tem temperaturas abaixo de 220 ºC). A não ser que eu me mudasse pelo planeta, estaria vendo a mesma coisa sempre.

Para terminar, vamos em Netuno, onde teria 45 dias de idade, já que cada ano netuniano teria mais de 164 anos terrestres (não há registros de alguém que tenha vivido tanto tempo assim na Terra. Há relatos bíblicos mas não estou considerando). Eu iria citar Plutão (que ainda acho estranho o fato dele ser um ‘planeta-anão), mas como ele foi rebaixado eu não quero nascer num lugar assim (como curiosidade eu teria menos de 29 dias de idade).

Bom, esse post foi apenas uma curiosidade (para não deixar passar em branco). Claro que o ser humano, por enquanto, não conseguiria viver em ambientes tão extremos como os planetas citados. E já que não posso fazer o tempo andar mais devagar e sabendo que mudar de planeta não vai me deixar mais novo, o jeito é aproveitar a vida que tenho e cuidar da Terra para que eu possa ter muitos anos de idade curtindo meus amigos e o lugar onde vivo. Creio que é o melhor presente que posso dar a mim mesmo…

Com informações de minha mãe :P Imagem por ~Trezoo em seu deviantART.

Nenhum comentário:

Postar um comentário