Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

O que ensinar?

Imagem
Talvez uma das grandes dificuldades em escrever algum conteúdo para o blog (ou em qualquer meio de divulgação) é tentar adivinhar o seu público alvo. Mas não adivinhar no sentido de que tipo de coisa ele está buscando (por exemplo, eu vejo que muitas pessoas buscam sobre chocolate. Minha tendência é escrever mais sobre esse assunto, visto que ele retorna mais visitantes para o blog) mas adivinhar o que realmente a pessoa sabe sobre o assunto. Qualquer um.

Dias atrás eu estava navegando na internet e vi uma bela montagem onde mostrava uma galáxia em espiral e, em um dos seus braços estava apontando uma seta, com os dizeres: Terra, você está aqui. A imagem que abre esse post mostra a montagem em questão.

Bom, para um observador mais atento, fica claro que essa galáxia não é a nossa galáxia, ou seja, a Via Láctea, onde vivemos. Essa é a conhecida Galáxia de Andrômeda, também conhecida (devido a sua catalogação), como M31[1] ou, ainda, NGC 224[2]. Bom, não dá para saber quantas pessoas r…

Frase de quinta!

Imagem
Imagem original por *sergey1984 em seu deviantART. Edição feita por mim, protegida por CC.

Nós e o Universo...

Imagem
Para quem não conhece o trabalho de Carlos Ruas talvez precise navegar um pouco mais na internet. Ele mantém o excelente 'Um Sábado Qualquer', onde seus personagens principais são Deus, Adão, Eva e Luciraldo. Suas tirinhas são demais (recomendo!). Vira e mexe ele publica uma animação em seu canal no YouTube onde ele conta alguma história ou explica determinada coisa. Resolvi compartilhar com vocês aqui sua explicação sobre o quão somos pequenos comparados com o Universo. Em uma rápida pesquisa encontrei um artigo relatando que, baseado no conhecimento disponível, o Universo conhecido tem, aproximadamente, 24 Gigaparsec de diâmetro[1].

Mas não se aflija diante dessa imensidão. Saiba que, quando você olhar à noite para o céu estrelado, poderá dizer, sem medo de encarar o Cosmos, que você veio dele e que agora você está com ele, tentando-o entender.

E antes de fechar o post, veja a informação extra dois[2]. E depois a três[3].
Informações extras: [1]: Cada parsec equivale à apro…

Google Maps biológico!

Imagem
Acredito que todo mundo já tenha acessado, ao menos uma vez, o Google Maps. Nele é possível ir dando zoom em imagens via satélite da Terra, onde conseguimos ver ruas, avenidas e casas[1]. Frank Fass e colaboradores resolveram tirar dezenas de fotos de um embrião de zebrafish (peixe-zebra ou paulistinha) utilizando um microscópio eletrônico. O zebrafish é um peixinho muito utilizado em estudos científicos (não me impressiona ele ter sido escolhido).
Com isso, eles montaram uma incrível imagem de 281 gigapixels! Você pode viajar pelo embrião do peixinho e ver seus detalhes celulares, como o tipo de células que estão diferenciando para formar diversos órgãos e estruturas do organismo. Para dar uma ajudinha, reproduzo a imagem do artigo deles acima, com as legendas mostrando quais estruturas vocês podem ver em nível celular.

O artigo os autores explicam detalhadamente as mais diversas estruturas como as células fagocitárias, que são facilmente visíveis por bolinhas escuras espalhadas em …

Estamos todos conectados!

Imagem
O bom de algumas propagandas não é a venda do produto em si (que seria o objetivo central da propaganda) mas a criatividade que os publicitários e os responsáveis pela produção do vídeo tem para que a mensagem alcancem o máximo de pessoas possível e que ela seja lembrada por muito tempo.
O viral da WWF (uma organização internacional não-governamental que se preocupa com as questões acerca do meio ambiente) mostra bem a criatividade em vender o peixe (no caso, na preservação ambiental) mas de modo marcante. O vídeo nos lembra que embora estejamos muito afastados da natureza, nós viemos dela e ainda fazemos parte dela, mesmo os prédios, carros e computadores fazer parecer o contrário. O comercial de um minuto vale a pena ser visto.


Com imagem por *oO-Rein-Oo em seu deviantART.

Deixem os biólogos em paz!

Imagem
"Todos os professores de física dão aulas tranquilamente, falam sobre o Big Bang, o afastamento das galáxias e o efeito Doppler sem serem perturbados. De forma parecida, os geólogos falam sobre o depósito de materiais, a orogênese, a sucessão das eras geológicas e diversos outros fenômenos, cujo desenrolar ocorre na casa dos milhões ou das dezenas de milhões de anos, igualmente sem serem perturbados, sem sofrerem ataques. Não costumamos ler nos jornais que fundamentalistas querem proibir o ensino da física, ou que querem pôr etiquetas constrangedoras (para eles!) nos livros de geologia. Então, por que o ataque à biologia evolutiva especificamente?"
Gerardo Furtado, que escreve para o Biologia Evolutiva, conta nessa publicação o porquê dos religiosos, principalmente, em brigarem com os biólogos sobre o conteúdo que deve ser ensinado para os alunos (coisa que não acontece com os físicos e geólogos, onde suas descobertas e ensinamentos confrontam muito mais de frente com os te…