Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

9 Meses - post final

Imagem
Se passaram 9 meses (mais de nove meses, na realidade), desde o momento em que Carlos e Ana comemoraram a virada do ano na praia de Cobacabana, mesmo com Ana preocupada por não manchar o vestido branco por estar "naqueles dias", o grande momento de amor de ambos e o feliz momento em que Ana conta a Carlos que estava grávida.
A série rendeu muitas visitas ao Do Nano ao Macro. Acredito que a busca por informações a respeito da reprodução humana ainda é algo pertinente entre os brasileiros, ainda mais onde uma consulta ao Google é muito rápida que uma consulta em um médico do SUS[2]. Meu objetivo era, desde o princípio, trazer para as pessoas os passos mais importantes do desenvolvimento fetal em uma abordagem que diferisse da mera dissertação. Pensei em trazer essas etapas como uma conversa entre amigos onde um explica para o outro o que está acontecendo num determinado momento ou tentar solucionar a dúvida do questionador. Para tanto, construí uma família onde a esposa, form…

Zoom no Universo...

Imagem
O trabalho mais difícil, penso eu, eu transmitir alguma informação científica é quando nos deparamos com grandes números de tempo e espaço. Quando tratamos de uma viagem imaginária no tempo, conseguimos imaginar com um certo grau de certeza, o quanto de tempo é uma hora, por exemplo. O quanto de tempo é um ano, o nosso rau de certeza cai relativamente. Imaginar 200 anos, a situação começa a complicar. Imagine então, 560 milhões de anos atrás[1]!
E quando tratamos de distâncias de espaço? Hum, aí complica mais para o nosso lado: é tão complicado de pensar direito que basta dizermos a distância entre quaisquer duas cidades e logo perguntamos: demora quanto tempo? Entretanto, alguns valores de distância são comuns ao ser humano: um metro, mil metros (ou um quilômetro) ou a distância de sua casa ao mercado mais próximo. Mas a medida que aumentamos a distância, a coisa[2] complica: imaginar 1000 quilômetros ou 300 mil quilômetros são muito mais difíceis de conceber. O mesmo vale quando vo…

9 Meses - post 32

Imagem
Um novo mundo...
Desde o fatídico dia, as coisas estavam estranhas. Muito estranhas! O mundo ao seu redor se tornou claro, muito claro (embora tenha percebido vários momentos de escuridão). Mas o mundo era embaçado. Via coisas coloridas em cima de si balançando quando o vento entrava. Mas as vezes o mundo era nítido e bonito. Um rosto humano que logo se familiarizara aparecia sempre próximo e ganhava forma. Nas outras maioria das vezes uma massa quente com uma ponta escura aparecia perto de si e lhe fornecia alimento. Sentia um cheiro quando estava próximo da pele daquela massa quente que lhe fornecia alimento. Não sabia se era por causa do alimento mas adorava o cheiro que sentia, e se acalmava. Apoiava as pequenas mãos sobre essa massa quente e poderia ficar ali para sempre; mas sempre adormecia após alguns minutos de encher a barriga. Não entendi quando acordava deitada em uma algo reto e macio. Embora fosse relativamente bom, sentia saudades do cheiro bom e chorava. Segundos depoi…

Em 1 minuto...

Imagem
A primeira série de posts que fiz aqui no blog (o Calendário Cósmico) servia para contar os principais eventos que ocorreram no Universo, desde o seu surgimento até a atualidade em apenas um ano. Em um ano é possível reduzir todos os 13,7 bilhões de anos de história do Universo.
Bom, eu sempre publico vídeos desse cara por aqui: ele é o responsável pelos clips do Symphony of Science que trazem um pouco de Ciência nas vozes de excelentes e grandes cientistas. Entretanto ele mantem alguns projetos paralelos, coisas que ele fazia antes mesmo de começar a fazer as canções da Ciência. No vídeo que compartilho com vocês, melodysheep (nome de seu canal no YouTube) conta toda a história do Universo em um minuto (ou pelo as momentos mais impactantes). É um belíssimo trabalho, com belas imagens e música de fundo que merecem nossa atenção (afinal, tem um pouco mais de um minuto, vale a pena).


Se você quiser ver detalhes da série 'Calendário Cósmico' que foi exibida aqui no blog, clique …

Popularizando a Biologia...

Imagem
Para os nobres amigos e visitantes mais assíduos não é nenhuma novidade que eu esteja fazendo faculdade de Biologia (qualquer coisa, veja meu rápido perfil aqui do lado no próprio blog). Acontece que para muitas pessoas, a Biologia é apenas mais uma matéria chata no currículo que não serve para muita coisa (sabe que mexe com os bichos e plantas e fala de doenças). Entretanto para os 'iniciados' em Biologia sabemos que não é bem assim[1]: a Biologia estuda um dos fenômenos mais complexos que temos conhecimento: a vida[2].
O biólogo tem que ter um arcabouço básico de conhecimento em outras áreas além das matérias da vida para compreendê-la. Física e Química são comuns na grade curricular em Biologia, além de Estatística e Matemática. Com isso, o foco de atuação do biólogo é enorme: começando pela Biologia Molecular, passando pela Genética, indo para a Fisiologia, Anatomia, Embriologia, Sistemática, Ecologia e Evolução. Transpor esse conhecimento para as pessoas pode se tornar c…