Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

Arquivo Scientia - 25 de julho de 1978

Imagem
Hoje, provavelmente, deverá ser o aniversário de muitas pessoas. De acordo com o paradoxo do aniversário, em um grupo com 23 pessoas (ou mais) escolhido de forma aleatória, duas delas terão mais de 50% de chances de fazerem aniversário no mesmo dia. Em um grupo com mais de 57 pessoas, as chances sobem para 99%[1]. Provavelmente algum leitor do meu blog está fazendo aniversário hoje. Para tanto, dou-lhe meus parabéns! Mas também devemos parabenizar a essa inglesa que, talvez, tenha o aniversário mais famoso do mundo (ao mesmo tempo que sua data acabe sendo posto de lado pela maioria das pessoas). Louise Brown, uma pequena inglesa com pouco mais de 2,6 kg nasce por cesária no Hospital Geral de Oldham, minutos depois da meia-noite, hora local. Seria mais uma criança no mundo, se não fosse por um detalhe: Louise é a primeira criança do mundo a ser concebida por uma técnica de fertilização in vitro . Hoje a técnica de fertilização "fora do corpo", como foi chamado por

Promoção cultural: Do Nano ao Macro 4 anos!

Imagem
ATENÇÃO: As participações para a promoção cultural 'Do Nano ao Macro 4 anos' foi encerrado em 21 de setembro de 2013. Os ganhadores serão divulgados em 27 de setembro de 2013, em uma postagem própria aqui no blog e, também, no Facebook. Aviso: Para os leitores mais afoitos, recomendo que desça até a próxima imagem. Lá sim iremos direto ao ponto. Entretanto, a leitura dessa primeira parte é importante para o entendimento do resto. Sim amigos, nem eu acredito que consegui chegar até aqui! Esse ano o Do Nano ao Macro comemora quatro anos de existência (mais precisamente em 27 de setembro, data da primeira publicação [1]). Os números de acessos e de postagens podem não ser muita coisa para muitos blogs tops  (tanto de ciências como de outras áreas) mas, me surpreendo com os números de acessos que tenho e a quantidade de postagens que já escrevi até aqui, tentando conciliar faculdade e tempo livre para "espairecer" a cabeça de tanta ciência. O Google me inf

O Inferno da superpopulação

Imagem
Será que o mundo não aguenta mais tanta gente? Imagem feita no estado de Himachal Pradesh, na Índia. A população da Terra, nesse momento em que escrevo, está estimada em 7.096.646.193 pessoas. Muito provavelmente esse número estará muito diferente no momento em que você estiver lendo esse texto[1]. É fato: o sexo é uma coisa em que os humanos são especialistas. É através dele que novos indivíduos surgem no já farto mundo de gente. Para mostrar que somos craques em reprodução, o gráfico abaixo é bem ilustrativo. Gráfico plotado pelo Wolfram|Alpha a partir de dados da população humana desde a Revolução Agrícola até os dias atuais. Note a ascensão acentuada no número de pessoas próximo do ano 2000. O gráfico ajuda a ilustrar o todo, mas é preciso de mais algumas informações para entendê-lo melhor. Os primeiros bilhões de pessoas na Terra surgiram pouco mais de 200 anos. O primeiro bilhão de pessoas foi registrado, de acordo com o Wikipedia, em 1804. O segundo bilh

Kit de Detecção de Mentiras

Imagem
"Everybody lies". Para House, a mentira é a coisa mais comum da humanidade. A imagem acima é um desenho (não estou mentindo). "A mentira tem perna curta", já dizia sua avó. Dependendo da mentira, realmente ela não se sustentava por muito tempo. As velhas mentirinhas de tentar se safar, quando criança, de uma bronca (ou coisa mais séria) após a divertida obra de arte feita na parede da sala são exemplos clássicos. Há, porém, mentiras (ou seriam falsas verdades?) que duram muito mais tempo. É o caso de diversas pseudociências que, às vezes, aparecem em nossas vidas. A homeopatia, a acupuntura, o horóscopo e o reiki são exemplos mais comuns e geralmente conhecemos alguém que os usa (algumas vezes até o próprio leitor é adepto de uma delas). Outras menos comuns envolvem a radiestesia, mesas dançantes ou a ideia de que o planeta é oco por dentro. A adesão das massas a esses tipos de práticas é a sua aparente roupagem científica - uma moda comum a isso é co