Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Moral, ética e outras coisas...

Imagem
E então? Você salvaria uma pessoa ou cinco pessoas? Acredito que, até o presente momento, todo mundo já ficou sabendo do resgate de quase 200 cães de maus tratos no Instituto Royal[1]. Caso você seja uma pessoa relax  demais, segue o super resumo: ativistas dos direitos animais e contra a prática de usar animais em experimentação invadiram o Instituto Royal, localizado na cidade de São Roque, São Paulo e resgataram dezenas de cães da raça beagle com a acusação de o Instituto praticar maus tratos contra os animais. Hoje, com a população da internet e o acesso em massa (e da massa) em redes sociais, qualquer indivíduo expõe o que pensa. O que antes era apenas uma conversa de roda entre amigos após um fim de tarde em um barzinho ou na casa de alguém, virou um debate ferrenho no Facebook e brigas com pessoas totalmente desconhecidas em forma de comentários nos sites de notícias. O objetivo dessa briga toda é, ao meu ver, tentar mostrar que você está certo e o mané[2] do outro

#BAD2013 - os direitos humanos

Imagem
Desde quando o blog surgiu - isso em 2009 - participo do dia de ação de blogs, o Blog Action Day (ou BAD). A cada ano, é escolhido um tema para nortear as discussões. Embora o foco principal ocorra em blogs tanto pelo Brasil como pelo mundo[1], o tema abordado pode ser apresentado e discutido por vlogueiros, fotógrafos, designers e usuários de redes sociais - no Twitter e Facebook, use #BAD2013. Esse ano, o BAD 2013 tem como tema norteador 'Os Direitos Humanos'. Nos dias de hoje, tem-se falado muito sobre os direitos humanos[2], como questões sobre aborto e casamento homoafetivo. Para o primeiro caso, de acordo com a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), no artigo terceiro "todo indivíduo tem direito à vida,...". O grande tocante nesse caso é: o que é indivíduo? Muitos consideram indivíduo o zigoto pós nidação (veja essa publicação de ' 9 Meses ', feita no blog), outros acreditam que apenas após o desenvolvimento do sistema nervoso (entre 8

É preciso mais ciência para cientistas? - parte 2 de 2

Imagem
"- Um dragão que cospe fogo pelas ventas vive na minha garagem. Suponhamos que eu lhe faça seriamente essa afirmação. Com certeza você iria querer verificá-la, ver por si mesmo. São inumeráveis as histórias de dragões no decorrer dos séculos, mas não há evidências reais. Que oportunidade!" O que você faria para saber se o dragão na garagem de seu amigo é real? A postagem é uma continuação da postagem publicado semana passada aqui no blog. Recomendo fortemente que o leia antes para poder se inteirar do assunto. Clique aqui para acessá-lo. * * * Bom, para continuarmos a entender mais sobre como funciona o trabalho da ciência e pensarmos se os dinossauros foram ou não na arca de Noé temos que levar em consideração mais uma coisa: o tempo dos eventos. Para saber quando um evento aconteceu ou não, os pesquisadores se valem de uma ferramenta muito útil conhecida como 'datação radiométrica'. Através desse método, o pesquisador consegue inferir, com um grau de

É preciso mais ciência para cientistas? - parte 1 de 2

Imagem
As rochas dizem muito sobre o passado da Terra. Badlands National Park, Dakota do Sul. A ciência, como bem explicada pelo digníssimo Carl Sagan em 'O mundo assombrado pelos demônios', vem do latim scientia  e significa 'conhecimento'. Ou seja, aquilo que se sabe sobre dada coisa pode ser chamado de ciência. Mas esse conhecimento que o autor de Cosmos está querendo nos dizer é restrito aos fenômenos naturais que nos rodeiam. Embora a palavra restrito dê a sensação de que estamos nos fechando a uma coisa pequena, convém lembrar que o Universo é imenso e todos os fenômenos que ocorram dentro dele podem ser analisados pelos olhos da ciência. Entretanto, tio Sagan também nos diz que "a ciência é mais que um corpo de conhecimento: é um modo de pensar". Para ele, não basta simplesmente você saber tal coisa, é preciso pensar nessa coisa. Reproduzir o conhecimento no método Ctrl+C e Ctrl+V não faz de você um cientista e muito menos um pensante. O conhecimento