Areia no microscópio!

La playa de Varadero, Cuba.

Cuba é um país da América Central insular mais conhecido por sua história recente, partindo da Revolução Cubana, destituindo o regime ditatorial em meados da década de 50 e alçando o socialismo tendo Fidel Castro como presidente cubano até 2008, sendo substituído por seu irmão Raúl Castro.

Um lado que poucos conhecem de Cuba é o massivo investimento em educação, onde 99,8% da população é alfabetizada[1] e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) está entre os 50 melhores do mundo (em 44º. O Brasil, para comparação, está em 79º). Infelizmente, a restrição das liberdades e a censura da imprensa imposta pelos Castro faz de Cuba ser mal visto aos olhos da comunidade internacional.

Entretanto existe em Cuba uma área mais restrita aos turistas (sim, o dinheiro gira com o turismo em todos os lugares, incluindo Cuba). Minha amiga de laboratório, Gabriela Pacheco[2], participou do XXIV PANVET (Congresso Panamericano de Ciências Veterinárias) que ocorreu esse ano em Cuba. Ela aproveitou alguns momentos mais tranquilos do congresso para 'turistar'. Ela e alguns colegas que ela conheceu foram para a praia de Varadero, que fica cerca de 150km de Havana, capital de Cuba. Lá, ela se encantou com a areia da praia e acabou trazendo uma amostra para vermos.


Resolvi, então, observar um pouquinho dessa areia ao microscópio comum, colocando um pouquinho dela sobre uma lâmina. O resultado eu compartilho com vocês. Exceto quando citado, todas os aumentos feitos no microscópio são de 35x.

Grãos de areia imersas em água

Detalhe de um dos grãos de areia. Aumento de 100x

No centro, a pequena estrutura de um animal que acabou fazendo parte do que chamamos 'areia de praia'.
Aumento de 100x

Essa e as próximas duas imagens foram feitos efeitos com luz ao fundo



Detalhe para a pequena concha. No centro, aumento de 35x. No lado esquerdo, a mesma concha com aumento
de 100x e, à direita, aumento de 400x

Para comparação, essa areia é do fundo do laboratório onde realizei essas imagens. A amostra representa o
solo de cerrado do interior paulista.

Rodapé:
[1]: achei curiosa essa informação, que pode ser vista no 'The World Factbook' da CIA (sim, o órgão de inteligência americano). Embora essa comparação não tenha uma validade em seu total, é interessante notar que o mesmo factbook aponta que "apenas" 99% da população dos Estados Unidos é alfabetizada, contra 99,8% dos cubanos. Infelizmente o Brasil amarga com 90,4% da população letrada. Veja os links na referência logo mais abaixo.

[2]: a simpática peruana que me ajudou na adaptação para o inglês da primeira história em quadrinhos aqui do blog. Veja a Torta de Maçã de Carl Sagan. A ela também agradeço pelo livro doado para o sorteio de aniversário do blog nesse ano de 2014.

Imagem que abre a postagem feita por Gabriela Pacheco. Todos os direitos reservados à autora. Demais imagens dessa postagem feitas por mim, protegidas por CC. Informações do The World Factbook para Cuba, EUA e Brasil. Informações de IDH gerados pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário