O melhor em 2014!


Mais um ano está chegando no fim. Como sempre, a ciência ajudou a preencher algumas linhas do grande livro chamado '2014'. Esse ano foi marcante no cenário brasileiro, com a Copa do Mundo parando o mês de junho (quem irá esquecer os alemães?) e as eleições que geraram discussões acaloradas pelas internet em setembro e outubro.

Entretanto, o mundo teve notícias boas (e ruins) no contexto científico. O ano ficou marcado com o lindo pouso do Philae, o robô lançado pela sonda Roseta em um cometa, um feito inédito do homem. 2014 também foi marcado pelo surto do ebola, que aflige (até o momento), os países do oeste africano. Aqui no Brasil, o chikungunya aterrisou e já adoeceu centenas e centenas de brasileiros, sobretudo no norte e nordeste.

Aqui apresento um compilado das principais notícias publicadas pela mídia e que foram compartilhadas na página do blog no Facebook em 2014. Continue conosco! E gol da Alemanha!


O ano começa com a bonitinha história de uma menina que mandou uma carta para a agência de ciências da Austrália pedindo explicações do porquê não haver pesquisas com dragões. Os pesquisadores responderam explicando os motivos e a incentivando a ser uma pesquisadora. Não é lindo? A cartinha mexeu tanto com os cientistas que eles resolveram fazer um dragão em uma impressora 3D e enviaram para a menina. Isso é legal!

O começo do ano assustou os americanos com temperaturas fora do normal, passando facilmente os -10 ºC, -15 ºC. Um vórtex polar foi responsável por prender a massa de ar fria no país por mais tempo que o normal. Veja aqui.

O neurocientista Miguel Nicolelis inicia os trabalhos com voluntários brasileiros para o pontapé robótico na abertura da Copa do Mundo. Mais aqui. Enquanto isso, pesquisadores do poderoso Google desenvolveram uma lente de contato que mede a quantidade de glicose do usuário. Aqui.

Um estudo apontam que os cães não são descendentes dos lobos mas que compartilham um ancestral em comum. A ideia de que os cães fossem versões domesticadas dos lobos é bem antiga mas, de certa forma, nunca comprovada. Agora os pesquisadores dizem que ambos descendem de um ancestral canino antigo e que um dos ramos permaneceu mais selvagem, os lobos; outro ramo se tornou mais dócil e se adaptou as moradias humanos, os cães. Mais aqui.


Pesquisadores conseguiram capturar imagem de príons pela primeira vez. Os príons são proteínas anômalas que levam a doenças neurológicas. A doença mais conhecida causada por príons é o mal da vaca louca. Veja a nota da Nature traduzida e disponível na página do blog no Facebook.

O robô chinês que pousou na Lua no fim de 2013, o 'Coelho de Jade' foi declarado como inoperante pelo controle de missão. Uma falha levou "à morte" do robô. Entretanto, cientistas consideraram a aprendizagem chinesa como muito boa nessa sua primeira missão. Aqui.

A recusa de muitos pais em vacinar os filhos está levando ao ressurgimento de várias doenças nos Estados Unidos. Doenças como a poliomielite estão voltando à tona. Muitos pais acham (sem embasamento científico) que as vacinas são prejudiciais à saúde das crianças por forçarem muito o sistema imune e, acreditam que alguns compostos da vacina podem levar ao autismo. Aqui.

Alimentos adoçados artificialmente podem aumentar o desejo por consumir açúcar. De acordo com a pesquisa, o cérebro sabe que está sendo tapeado pois, ao receber um alimento doce, ele espera que os níveis de glicose aumentem no sangue. Como não há açúcares no alimento, o cérebro percebe que aquele alimento não é doce realmente. Como consequência, há um estímulo de se buscar por alimentos verdadeiramente açucarados. Outra pesquisa já havia mostrado que adoçantes podem alterar a microbiota intestinal e levar à obesidade e a diabetes. Mais aqui.


Cerca de 120 artigos científicos foram 'despublicados' depois de descobrirem que eles foram gerados através de um software que gera textos aleatórios, com informação falsa. A descoberta mostra o quão fácil está para publicar artigos científicos em revistas de baixa qualidade. Veja mais aqui.

Um vírus gigante que permaneceu inativo por 30 mil anos voltou tranquilamente à atividade normal após ser descoberto das gélidas tundras da Sibéria. O vírus em questão não é patogênico para humanos mas alertou a comunidade científica. Com o aquecimento global e a perfuração do gelo e solo para extração de petróleo, novos vírus podem emergir novamente e alguns deles podem causar problemas para os humanos. Veja aqui.

A nova edição de Cosmos, dessa vez apresentada por Neil deGrasse Tyson, estrou no mundo e, cerca de uma semana depois, aqui no Brasil. Usando alta tecnologia para a criação de efeitos especiais, Tyson nos leva em uma viagem para entendermos melhor o Universo, a Terra e a própria vida. Muito bom... mesmo! Sério!

E a polêmica vacinação de meninas de 11 a 13 anos contra o HPV teve início nesse mês. O objetivo do governo é prevenir as meninas antes de entrarem na vida sexual. O HPV é responsável por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero. Aqui. Algumas mães proibiram suas filhas de serem vacinadas, alegando que ela estimularia a sexualidade antes da hora. Aqui. E aqui e aqui também.

Cresce no Brasil a complicada ideia de que a comunidade médica está "protegendo demais" as crianças, fornecendo vacinas demais e sobrecarregando o sistema imune. [Spoiler: isso é uma tremenda besteira.] Na verdade pode trazer complicações não apenas para quem não toma a vacina, mas pode levar a problemas em toda a comunidade onde o não vacinado está inserido. Veja aqui e aqui.

E o sistema de reconhecimento facial do Facebook está conseguindo identificar rostos quase tão bem quanto um humano. Isso mesmo. Se espante aqui. A NSA curtiu isso.

E, fechando o mês de março, a OMS alertou a comunidade internacional sobre o surto de ebola que estava afligindo a população de Guiné. A falta de uma ação mais rápida por parte das autoridades permitiram que a doença se espalhasse rapidamente e contaminasse milhares de pessoas e matasse outras milhares. Veja o alerta via tweet da OMS que foi compartilhado no blog.


O Instituto Oswaldo Cruz (FioCruz) alerta para a chegada do chikungunya no Brasil. Até então, casos na América Central e do Norte haviam sido relatados. Como veremos nos próximos meses, a doença aterriza em solo nacional. Veja aqui.

Médicos implantam, com sucesso, uma vagina feita inteiramente em laboratório. A técnica foi usada, primariamente, em mulheres com problemas ginecológicos. Veja aqui. Acompanhando essa notícia, citamos o desenvolvimento de uma pele artificial que poderá ser usada em testes cosméticos, dispensando o uso de animais. Veja aqui.

Talvez a notícia mais interessante do ano foi a descoberta de uma espécie de mosca a qual é a fêmea que possui o órgão copulatório semelhante a um pênis, a qual usa para penetrar no macho. Ah sim, a mosca é brasileira. Veja aqui.


Pesquisadores podem ter descoberto um meio o qual os egípcios levavam as pedras para a construção das pirâmides. Os cientistas da Universidade de Amsterdã informaram que as pedras enormes possivelmente eram levadas em cima de um trenó. Entretanto, a areia a frente do trenó formaria montes que deveriam ser retirados constantemente. Mas, se a areia é molhada, esse empecilho não acontece e o trenó desliza melhor. Mais aqui.

A NASA organizou as milhares de selfies que os internautas fizeram para o Dia da Terra. Mais de 50 mil fotos enviados pelas redes sociais participaram da montagem. Até eu participei. Veja aqui.

E, no México, o homem mais obeso do mundo, morreu. Chegando a pesar 560 kg (mais de meia tonelada), ele conseguiu perdeu cerca de 200 kg após participar de um programa televisivo. Aqui.


No país do futebol, o pontapé inicial na Copa do Mundo foi dado por um paraplégico controlando um exoesqueleto apenas com o pensamento. Infelizmente a cobertura, feita pela FIFA, mostrou pouquíssimos segundos do feito, que é incrível do ponto de vista científico. O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis ainda assim ficou feliz com o resultado ter sido realizado fora dos laboratórios. Veja aqui e aqui. E, na abertura da Copa, astronautas na Estação Espacial Internacional (ISS) tiram fotos do Rio de Janeiro e São Paulo do espaço. Veja aqui.

E, ainda sobre a Copa, curiosamente, o consumo de eletricidade no Brasil chega a cair cerca de 20% durante os jogos. A justificativa, de acordo com Operador Nacional do Sistema (ONS) é que os brasileiros tendem a se reunir para assistir os jogos juntos, o que faz apenas um televisor ligado para várias pessoas. Aqui. Entretanto, o sistema brasileiro de conta do recado ao trafegar dados de 7 milhões de fotos tiradas e postadas nas redes sociais nos primeiros dias do evento. Aqui.

E, continuando na Copa do Mundo (sorry, mas esse mês foi basicamente Brasil = Copa), o mascote Fuleco (um tatu-bola) acabou sendo deixado de lado com o passar do evento. Problemas entre a ONG que deveria receber o dinheiro referente ao apoio na conservação da espécie e a FIFA acabaram fazendo o pobre Fuleco sendo esquecido pela mídia. Aqui.

E, uma notícia realmente triste: morre Stephanie Kwolek, a inventora de uma classe de fibras sintéticas: a poly-paraphenylene terephthalamide; ou, mais conhecido: kevlar. A invenção ocorreu nos laboratórios da DuPont em 1965 e consiste de uma fibra leve e resistente, usado atualmente na fabricação de coletes à prova de bala e cintos de segurança. Veja aqui.

E gol da Alemanha!


Ainda em ritmo de Copa do Mundo, o jogador brasileiro Neymar Jr. sofre uma lesão durante o jogo contra a Colômbia, prejudicando uma vértebra. Apesar de toda a brincadeira que circulou na internet, o jogador não pode continuar sua participação na Copa. Veja aqui e aqui.

Frascos com varíola foram encontrados nos Estados Unidos após uma limpeza laboratorial. Os frascos aparentam ser da década de 50 e aparentavam ter, ainda, capacidade de infectar pessoas. O material foi destruído. Veja aqui.

Uma publicação sobre os problemas que as mulheres sofrem no meio acadêmico foi um dos mais compartilhados e curtidos da página do blog no Facebook. Muitas mulheres relataram na pesquisa que cientistas homens tiveram comportamento inadequado ou até mesmo assédio físico principalmente durante atividade em campo. Veja a postagem aqui.

Primeiros casos autóctones de chikungunya são registrados no Brasil. A doença, que tinha casos apenas em algumas ilhas na América Central, se espalharia facilmente, como veremos nos meses seguintes. Veja aqui.

O voo MH17 da Malaysia Airlines que foi derrubado enquanto passava pela Ucrânia (país que está sofrendo problemas civis) matando quase 300 passageiros. Entre os passageiros, encontravam-se especialistas que estavam indo para um congresso internacional sobre AIDS na Austrália. Entre os mortos estava o Prof. Joep Lange, pesquisador envolvido com a doença desde sua descoberta na década de 80. Veja mais aqui.


O Brasil vive a preocupação do ebola chegar ao país. As autoridades de saúde informam que um plano de ação existe para isolar qualquer paciente suspeito. Mais aqui. Nesse mesmo mês, a ONU declarou o ebola como ameaça sanitária mundial. Isso permite o fluxo de dinheiro e especialistas e alerta a comunidade internacional no sentido de combater a doença. Veja aqui e o tweet da OMS publicada na página do blog no Facebook. Para ajudar, revistas científicas como a Science disponibilizou todo o conteúdo relacionado à doença de forma gratuita para a população e pesquisadores. Aqui.

E, ainda no Brasil, cientistas ficam desapontados com o incêndio que destruiu mais de 15 km² de área onde abrigava animais e plantas raras, que constituía o banco genético da USP de Ribeirão Preto. As causas apontam que atear fogo em lixo por parte a população pode ter contribuído. Veja aqui.

Ainda sobre o país tupiniquim, o carioca Artur Ávila ganha a madalha Fields concedido pela International Mathematical Union (IMU). Seu trabalho com Sistemas Dinâmicos rendeu a medalha nesse ano. Veja a nota divulgada aqui.

E pesquisadores desenvolveram uma câmera microscópica ultra rápida que consegue registrar até mesmo as reações químicas. O impressionante trabalho pode ser visto aqui. E o robô americano Curiosity completou dois aninhos em Marte. Veja os principais acontecimentos com ele aqui.

Circulou pela internet um interessante vídeo, gravado em uma câmera que capta raios ultravioleta, de pessoas passando um simples filtro solar no rosto. A mensagem é clara: o filtro solar protege. Use-o.

Casos de dengue começaram a emergir no Japão, após décadas sem casos da doença. Veja a tradução feita exclusivamente para a página do blog da postagem de Dennis Normile para a Science.


É lançado, com sucesso, o foguete brasileiro movido à álcool etanol. Veja aqui e aqui.

Ornitólogos flagram pela primeira vez um petrel (uma ave) grávida. Durante as fotografias, foi percebido que uma das aves estava com uma protuberância no abdome, sugerindo a presença de um ovo em formação. Veja aqui.

Geneticistas sequenciaram o genoma do café e descobriram que os genes que expressam a cafeína são encontrado aos montes no café e que ele é diferente dos genes da cafeína do cacau, matéria-prima do chocolate. Veja aqui. E a interessante notícia de um peixinho que passou por uma cirurgia para remover um tumor no cérebro. A inusitada cirurgia pode ser vista aqui.

Pesquisadores analisaram o DNA de centenas de europeus e determinaram que a população europeia deriva de três tribos antigas que existiam no velho continente. Veja aqui.


Pesquisadores acreditam que até mesmo as bactérias (muitas vezes associadas em causar doenças em nós) possuem um sistema de defesa rudimentar. Leia aqui.

E o primeiro caso suspeito sério de ebola no Brasil foi registrado no começo do mês. Exames posteriores descartaram a presença do vírus no país. A postagem dedicada a atualizações sobre o ebola acompanhou essa e outras notícias sobre a doença. E, ainda sobre o ebola, a notícia sobre o aumento do preço do cacau preocupou os chocólatras do mundo. Como grande parte do cacau do mundo é produzido na África, sobretudo em países vizinhos aos que sofrem com a doença, o preço do produto já está mais caro no mercado internacional. Veja aqui.

Cientistas flagraram uma macaca ajudando a companheira no zoológico de Pequim a realizar o parto, agindo como uma verdadeira parteira. A ação foi registrada pelos biólogos do local, que pode ser visto aqui.

Neurocientistas, em uma publicação, sugerem que pacientes em estado vegetativo podem estar conscientes. Se confirmado, significa uma mudança no jeito como o tratamento a esses pacientes é conduzida, até mesmo em questões relacionados à morte assistida. Veja aqui.

A NASA, em um lançamento experimental, teve problemas com o seu foguete, que acabou explodindo segundos depois da ignição. Mais informações aqui. E, no fim do mesmo mês, a nave da Virgin Galactic sofre acidente, matando um dos pilotos. Veja aqui.


Os casos de chikungunya aumentam no Brasil, chegando a um mil. Veja aqui.. O blog fez uma postagem especial sobre o assunto, que você pode conferir aqui.

A Unesco, juntamente com a Nature, lançam uma biblioteca de acesso à informação de qualidade em vários idiomas e totalmente gratuito. Veja aqui. E pesquisadores acharam um fóssil de uma égua que fora enterrada com um potro no útero. A interessante notícia pode ser vista aqui.

E sim! Tocamos um cometa! A sonda Roseta, lançado há 10 anos, soltou o robô Philae em direção ao corpo celeste, um feito inédito. O robô conduzirá pesquisas relacionadas a busca por água e entendimento sobre o sistema solar. Veja aqui e aqui.

E novembro ainda reserva espaço para um estranho comportamento de focas estarem estuprando pinguins nas ilhas do Atlântico Sul. Em muitos casos, as focas comem os pinguins após o estupro. Veja aqui. E, curiosamente, mais de 500 leões-marinhos são encontrados mortos no litoral peruano sem razão aparente. Veja aqui.

Ocorreu no Brasil o primeiro encontro da Sociedade Brasileira de Design Inteligente (DI). Veja o manifesto da entidade aqui. O DI é uma versão redesenhada do criacionismo, o qual defende que a teoria da Evolução não dá conta de explicar todos os fenômenos biológicos acerca da diversidade e adaptação. Entretanto, o DI não apresenta evidências substanciadas que mostrem que estejam corretos e muito menos que derrubem a gama de evidências que a Evolução fornece. Um manifesto-resposta foi redigido e pode ser visto aqui.

E o mês termina com a publicação apontando o local provável da origem da epidemia da aids, que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Veja a notícia aqui.


Fechamos o ano com uma interessante publicação apontando que o fumo pode levar a perda do cromossomo Y. Isso pode aumentar as chances de desenvolver câncer e ter uma redução da vida. Veja aqui. E pesquisadores conseguiram acompanhar um pulso de luz usando uma câmera que registra 100 bilhões de quadros por segundo. Veja o vídeo aqui e mais informações aqui.

E uma boa notícia para o Brasil: o satélite brasileiro com parceria chinesa foi lançado com sucesso e está em órbita. O CBERS-4 fará um mapeamento do desflorestamento da Amazônia e análises do crescimento urbano. Veja aqui.

Um novo medicamento promissor promete eliminar o parasita da malária do sangue em 48 horas após o uso. O medicamento recruta o sistema imune a destruir as células do sangue contaminadas (apenas elas), deixando as saudáveis intactas. Testes em humanos serão iniciados em breve. Veja aqui.

Enquanto na ponta da ciência séria, como o estudo preliminar apontando que a água encontrada no cometa onde o Philae/Roseta pousou ser diferente da Terra - o que acaba dando dor de cabeça aos pesquisadores que achavam que a água da Terra teria vindo de cometas (veja aqui) - um pesquisador mostrou que algumas revistas, interessadas mais em dinheiro que na ciência per si, permite que a filha do Homer Simpson (do Os Simpsons) publicasse um artigo falso. Essa notícia se soma a outra sofre fraude científica. Veja aqui.

Finalizamos o ano com uma desastrosa campanha do Greenpeace sobre o uso sustentável. A peça publicitária foi realizada no Peru, onde dezenas de ativistas invadiram o local onde ficam as linhas de Nazca, existentes há centenas de anos. O acesso ao local é restrito, sendo permitido apenas visita aérea. O Greenpeace pediu desculpas mas o governo peruano está pensando na possibilidade de processar a ONG. Veja aqui.

Enquanto isso, durante a elaboração dessa retrospectiva, a NASA divulga dados obtidos pela sonda marciana Curiosity indicando  flutuações nos níveis de metano. Na Terra, cerca de 90% do metano prevem de atividade biológica. Não se sabe ainda qual é a fonte do metano em Marte, que pode ser químico ou, mais animador, de uma atividade biológica antiga. Veja aqui.

Foi notícia também no mês de dezembro a invasão nos sistemas da ICANN, órgão internacional responsável por cuidar dos números IP e domínios de toda a internet. A invasão ocorreu após funcionários liberaram seus logins de acesso a e-mails falsos que simulavam ser da própria ICANN. Dados pessoais dos administradores de domínios e informações que não foram liberadas ao público (como novos domínios a serem liberados no futuro) podem ter sido descobertos. Mais aqui.

* * *

Esse ano foi especialmente bom para mim. Conclui minha graduação em ciências biológicas e entrei no mestrado. Conheci gente nova e legal e estou aprendendo bastante coisa. Espero que você, leitor, que me acompanhou esse ano (ou, quem sabe, descobriu há pouco o blog), tenha conquistado seus principais objetivos. O resto a gente corre atrás no ano que vem!

Essa é a última postagem desse ano de 2014. Vamos mantendo o ritmo no próximo ano!

FELIZ 2015!

Imagens é uma compilação dos conteúdos citados aqui nessa postagem, alterados por mim e protegidos por CC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário