Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

O que sabemos sobre a peste negra?

Imagem
Link permanente para essa postagem: bit.ly/peste_negra A peste negra (ou peste bubônica ou, ainda, praga[1]) é uma das doenças mais conhecidas pela humanidade (talvez, exceto, pela aids ou varíola). Sua forte associação com a Idade Média, ceifando a vida de milhões de europeus nesse período a fez ser tema de livros[2], filmes e documentários. De fato, acredita-se que apenas a malária tenha matado mais do que a peste negra até então. Atualmente, um surto de peste negra está ocorrendo em Madagascar. Desde o início do surto, em setembro de 2014, 263 pessoas foram infectadas, com 71 mortes ( boletim OMS de 11 de fevereiro). A doença acompanhou a humanidade desde a Antiguidade. Acredita-se que parte do declínio do Império Romano[3] se deu quando soldados romanos ajudaram a disseminar a doença pela Europa ao retornar das batalhas no Golfo da Pérsia no ano de 165. De fato, as maiores epidemias já registradas na história aconteceram com essa doença. A primeira pandemia é a

Viajando a velocidade da luz!

Imagem
A galáxia espiral M106, com o centro visto em ondas de rádio e raios-X, colorido no computador. Muito se especula sobre a possibilidade de viajarmos, um dia, pelo universo à velocidade da luz. Embora a ideia de cruzar distâncias grandes a cerca de 300 mil quilômetros por segundo pareça ser sensata, uma coisinha chata acaba atrapalhando nossas ideias: a física. Os conhecimentos adquiridos desde o começo do século XX, com Einstein e sua relatividade, entendemos que coisas estranhas acontecem quando viajamos muito rápido. Assim como andar de carro, precisamos de mais energia (ou seja, mais combustível) para fazer o carro andar mais rápido. Quanto mais rápido, mais energia. Einstein teorizou que, para uma partícula com massa (nós somos um corpo cheio de átomos que possuem massa[1]), precisaríamos de muita energia para alcançar a velocidade da luz. Para estar na velocidade da luz, precisaríamos de energia infinita para que a partícula permaneça nessa velocidade. Sem cont

Um clique para a natureza!

Imagem
Camadas em rochas em Marte. Os cientistas suspeitam que a água e seca foram responsáveis por essas camadas de sedimento vistos pelo rover Curiosity em novembro de 2014, antes de Marte ficar completamente seco, como vemos hoje. Imagem via APOD , da NASA.

Quando a Pós encontra o Ensino Médio...

Imagem
[ritmo de 'Beijinho no Ombro', de Valesca Popozuda] ♪♫ Desejo a todos febre alta e dor no corpo, Pra que vejam cada dia mais nossa vitória Piquei de frente, é só moleza e canseira Aqui no vaso 'nóis' se cria e faz história ♪♫ Participei, pela primeira vez, de um curso de férias desenvolvido por vários programas de pós-graduação do campus  da Unesp de Botucatu. Nele, alunos de graduação e pós-graduação (mestrandos, doutorandos e mesmo pós-doutorandos) tem por objetivo transpor seus conhecimentos para os alunos de escolas públicas da região, sem ajuda de lousa, giz[1], livros ou qualquer outra coisa que remeta ao ensino formal, aquele que vemos na escola. Sou mestrando pelo programa de Doenças Tropicais da Faculdade de Medicina da Unesp e entrei como monitor no curso de férias "Do amarelão às picadas de cobra: um passeio pelas doenças tropicais". Entre danças e explicações sobre doenças que ocorrem nas regiões tropicais do globo, confesso que