Nove aninhos de vida!


Pois é, chegamos a mais um aninho de vida. O Do Nano ao Macro comemora nove anos! Puxa vida, nem eu mesmo acredito que consegui chegar tão longe com essa ideia, que começou pequena e bem discreta quando estava na casa dos meus pais, ainda em 2009. Era um período em que estudava para o vestibular e, mesmo cheio de coisas para ler e escrever, sinti-me impelido pela vontade de ajudar os divulgadores de ciência que conhecia na época (em especial a galera do ScienceBlogs Brasil) a somar nossas vozes em prol da divulgação do conhecimento e do pensar científico.

Hoje o formato mudou bastante. Divulgar ciências deixou de ser algo mais restrito aos textos, fechados em espaços que não eram muito conhecidos do grande público. Hoje a divulgação da ciência se encontra em todos os lugares e todos os momentos. Está no bolso e nos vídeos e GIFs mais bobinhos. Às vezes um meme nos faz rir justamente por conter informações que só fazem sentido quando se é letrado cientificamente. Tipo assim:

Image may contain: text
É legalzinho, diz aí?

Por isso, a divulgação alcançou novos ares. O Do Nano ao Macro está há vários anos no Facebook, compartilhando notícias, informações, novidades, vídeos e memes relacionados à ciência e tecnologia para centenas e centenas de curtidores diariamente. Todas essas informações são compartilhadas também em nosso Twitter.

Estamos também no Instagram, compartilhando belas imagens que a ciência nos proporciona, desde planetas e galáxias distantes, até a simplicidade de uma abelha.

Por isso, quero agradecer imensamente a todos que acessam o blog[1] e nos curtem e seguem pelas redes sociais. Apesar de fazer quase todo o trabalho sozinho, quero agradecer a todos os amigos reais e virtuais que sempre compartilham bons conteúdos e que fazem esse material chegar até vocês também. Espero continuar por muitos e muitos anos à frente do blog e das redes sociais. Aprendi muito nesses últimos anos e, em grande parte, foi por causa do Do Nano ao Macro.

Continue nos acompanhando nas redes sociais!


Rodapé:
[1]: infelizmente não estou escrevendo o tanto que gostaria para o blog. Conciliar atividades do doutorado, algum conforto social e outras atividades diárias com leituras de materiais diferenciados para publicar não é fácil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário