Nós e o Universo...

Galáxia em espiral NGC 4038
em colisão.
Para quem não conhece o trabalho de Carlos Ruas talvez precise navegar um pouco mais na internet. Ele mantém o excelente 'Um Sábado Qualquer', onde seus personagens principais são Deus, Adão, Eva e Luciraldo. Suas tirinhas são demais (recomendo!). Vira e mexe ele publica uma animação em seu canal no YouTube onde ele conta alguma história ou explica determinada coisa. Resolvi compartilhar com vocês aqui sua explicação sobre o quão somos pequenos comparados com o Universo. Em uma rápida pesquisa encontrei um artigo relatando que, baseado no conhecimento disponível, o Universo conhecido tem, aproximadamente, 24 Gigaparsec de diâmetro[1].


Mas não se aflija diante dessa imensidão. Saiba que, quando você olhar à noite para o céu estrelado, poderá dizer, sem medo de encarar o Cosmos, que você veio dele e que agora você está com ele, tentando-o entender.

E antes de fechar o post, veja a informação extra dois[2]. E depois a três[3].

Informações extras:
[1]: Cada parsec equivale à aproximadamente 3,26 anos-luz. Cada ano-luz tem, aproximadamente, 9,46 trilhões de quilômetros. Convertendo os números, 24 Gigaparsecs equivalem à 78 bilhões de anos-luz. Entretanto os dados são muito diferentes de acordo com cada autor (já que ele se utilizam de fontes e de métodos diferentes para o cálculo de topografia do Universo). Entretanto, é consenso que o Universo tenha até mais do que isso em diâmetro. Bom, agora tente imaginar tudo isso em quilômetros.

[2]: que bom que chegou aqui. No vídeo é citada uma parte sobre o Calendário Cósmico. Fiz uma série de postagens sobre o assunto, onde cada evento que ocorreu no Universo foi transposto em um determinado dia no Calendário de um ano. Para rever todas as postagens e as datas em que esses eventos aconteceram em nosso calendário, clique aqui.

[3]: aproveite para curtir a página do blog no Facebook. Além das publicações que saem aqui e aparecem em seus feeds, você verá notícias e informações da Ciência de blogs amigos e sites interessantes. Curta lá!

Imagem por APOD (NASA). Mais informações em:
Neil J. Cornish, David N. Spergel, Glenn D. Starkman, Eiichiro Komatsu. Constraining the Topology of the Universe. Phys. Rev. Lett. 92, 201302 (2004). Disponível aqui (em arXiv.org).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Árvore da Vida

Pontos brancos nos olhos e a visão humana...

A mágica do diagnóstico - post 2