Língua viva!

Estava lendo um artigo meio antiguinho do Atila Iamarino, do Rainha Vermelha quando me deparei com isso:

Cymothoa exigua 

O simpático ser da foto acima é o Cymothoa exigua, um crustáceo parasita. Os crustáceos desse gênero costumam se prender na boca ou nas guelras dos peixes para obter sangue. O interessante é que o C. exigua, de cerca de 3 a 4 centímetros faz mais do que isso: ele é a única espécie conhecida que substitui um órgão do hospedeiro. No caso em questão, o crustáceo entra na boca do peixe e se prende a artéria da lingua do mesmo para se nutrir. Acontece que a lingua, sem receber sangue, se atrofia e perde suas funções. Aí que entra o mais legal: o C. exigua se prende aos músculos da língua do peixe, substituindo-a. O peixe usa o crustáceo como sendo sua própria lingua!

Depois que a língua é substituída muitos desses parasitas passam a se alimentar da mucosa e de restos de alimentos que ficam na boca do peixe. E, aparentemente, tirando a lingua (sem trocadilhos), não há qualquer outro dano ao peixe.

Acredita-se que não causem danos aos humanos (mas podem morder se estiverem vivos). Dá uma olhada do bichinho dentro da boca do peixe. Aqui tem uma foto mais detalhada.

pretty-isopod

Imagens: Wikipedia Commons e Discover Magazine.

Nenhum comentário:

Postar um comentário