Calendário Cósmico 22

Carl Sagan: "O céu nos chama. Se não nos destruirmos, iremos um dia nos aventurar entre
as estrelas". Esse último post do Calendário Cósmico nos mostra o quão incrível é a
capacidade do ser humano em fazer, ao mesmo tempo, o bem e o mal. Além das guerras e da
destruição de nosso único lar, somos capazes de criar meios para fazer nossas vidas melhores.
Ao olharmos para nosso próprio planeta, buscamos entender como a vida funciona; olhando
para cima, vemos que no fundo, o Universo e eu (e você também) são feitos da mesma coisa.
Finalizando  quero deixar a mensagem que em algum outro lugar do Universo, algum "Calendário
Cósmico" está sendo feito, contando as incríveis aventuras que a vida se permite explorar.

31 de Dezembro
23:49:38 - O Homem de Neandertal
Equivalente ao tempo real: 300 mil anos atrás

Em nosso Calendário Cósmico, vemos que um grupo de Homo saíra da África e colonizara a Europa. As diferenças climáticas que a Europa estava vivenciando forçaram esse grupo hominídeo a se adaptar a essas condições. O Homo neanderthalensis intriga os cientistas que os estudam pois apontam características deveras interessantes: o crânio desses seres era relativamente mais volumoso que o humano moderno, além de serem mais robustos e mais bem adaptados ao ambiente frio da Europa. Seu hábito de vida parecia envolver algum tipo de cultura, embora não saibamos com exatidão o que era. Tinham, por exemplo, o hábito de enterrar os mortos. Pode ser, talvez, que tivessem algum princípio de culto aos mortos, acreditando que eles eram dotados de algo (alma) e que deveriam cuidar para que morto recebesse a atenção desejada "no outro lado"; mas pode ser, também, um meio de evitar chamar a atenção de predadores (sim, os hominídeos eram muito caçados antigamente) quando o corpo entrava em decomposição. Os neandertais são um dos mais estudados por nós, humanos modernos que, apontam alguns estudos, teriam contribuído com a extinção dessa espécie. Entretanto, muitos não acreditam nisso e acham que, quando o Homo sapiens migrou para a Europa, eles tenham se encontrado em deixado descendentes. Os últimos neandertais datam de, aproximadamente, 30 mil anos, quando os seres humanos começaram a dominar todos os ambientes da Terra.

23:53:21 - Homem sabido surge...
Equivalente ao tempo real: 200 mil anos atrás

Um grupo de hominídeos que permaneceram na África, chamados de Homo sapiens arcaico[1], visto que algumas características anatômicas são muito semelhantes à nossa, começaram a chamar a atenção de quem observa o Calendário Cósmico. De lá, sairia o homem moderno, Homo sapiens. Embora algumas de nossas atitudes estejam equivocadas, Lineu[2] nos classificou como homem sabido devido a nossa habilidade em compreender conceitos abstratos e criar coisas a partir de nossos conhecimentos (afinal de contas, o computador não se inventou sozinho). A possibilidade de ter uma gestação relativamente curta (nove meses); o desenvolvimento do cérebro pós-natal diferenciado, permitindo que a criança aprenda muito antes de iniciar sua vida sexual; um poder de abstração e de curiosidade, permitindo que pudesse observar a natureza e a partir dessas observações chegar a conclusões sobre como o ambiente funciona; a característica de formar vínculos afetivos com outros humanos e viverem juntos, além de outras características que começaram a aparecer nos últimos momentos do Calendário Cósmico faz do ser humano essa espécie totalmente diferente, permitindo-se alterar o meio ambiente de modo a ficar mais prático sua vida.

Estudos baseados na teoria genética mostraram que os seres humanos descendem de um único grupo que viveu na África cerca de 200 mil anos atrás (ou sete minutos antes do fim do Calendário Cósmico). Estudos analisando o DNA mitocondrial (mDNA) de diversas populações da Terra mostraram que as todas tem origem de uma "mulher" africana, cerca de 200 mil anos atrás. Os cientistas a apelidaram de Eva Mitocondrial, em alusão à Eva, da Bíblia. Sabemos que é uma mulher pois, no humano, o mDNA é transmitido da mãe para a prole[3]. Uma coisa importante a ser dita é que essa Eva Mitocondrial não foi a primeira mulher da história. Ela foi, possivelmente um grupo antigo que tinha características semelhantes e que conseguiram passar seu material genético para frente, alcançando todos os humanos atuais.

23:58:28 - Grandes migrações...
Equivalente ao tempo real: 40 mil anos atrás

Atualmente o ser humano está presente em praticamente todos os ambientes da Terra: desde os locais onde nossa espécie começou a dar as caras na África (um dos povos mais antigos ainda existentes na África, os Khoisan possui uma linhagem em comum estimada em cerca de 60 mil anos![4]) até em locais onde nem sonharíamos em estar apenas algumas décadas atrás (seis pessoas estão agora na Estação Espacial Internacional[5]). No Calendário Cósmico, nesse período ocorreu a migração humana que começaria dar as caras na Europa, que ainda tinham nossos amigos neandertais. Outras migrações importantes ocorreram em diferentes tempos. Essas diferenças temporais fizeram que cada povo, quando se assentava em algum lugar do planeta, se adaptasse as diferenças ambientais e climáticas daquele novo local. Graças a isso, temos as diferentes etnias que faz dos humanos ao mesmo tempo, tão iguais e tão diferentes.

23:59:00 (últimos 60 segundos) - Cultura humana sobressai...
Equivalente ao tempo atual: 20 mil anos atrás

Os últimos 60 segundos do Calendário Cósmico apresenta todas as características dos seres humanos modernos: a cultura. Embora pesquisas mostrem que alguns outros animais possuem traços e indícios de cultura (como os golfinhos, por exemplo), nenhum deles reúnem todas essas características tão marcantes como na espécie humana. Será impossível descrever tudo o que a humanidade fez nos últimos 20 mil anos (ou nos últimos sessenta segundos do Calendário). Podemos abrir esse último minuto mostrando uma das mais antigas formas de arte já encontradas até hoje: a Vênus de Dolní Věstonice, encontrada na atual Republica Tcheca, que possui um pouco mais de 20 mil anos. Acredita-se que ela fora feita mais como símbolo de fertilidade do que propriamente como arte. Entretanto, não podemos negar a habilidade do artesão em fazê-la. Muitas outras 'Vênus' foram encontradas em diversos sítios arqueológicas, sugerindo que ela fosse utilizada em algum ritual para cultuar a fertilidade feminina.

Realmente citar tudo é impossível (exigiria posts e mais posts só de cada assunto) mas como o objetivo do Calendário Cósmico e mostrar o que ocorreu na História, abaixo tem uma pequena tabela mostrando os principais eventos que ocorreram no último minuto.

Alguns dos mais importantes eventos que ocorreram nos últimos 60 segundos do Calendário
Cósmico. Algumas datas foram aproximadas.
Essa tabela nos mostra que as principais conquistas da humanidade ocorreram nos últimos sessenta segundos do fim do ano no Calendário Cósmico. Destaco que, às 23:59:37 ocorreu um dos eventos que considero mais importantes da humanidade. Graças a ele que a humanidade deu uma guinada na produção cultural e tecnológica: a Revolução Neolítica. Também conhecida como Revolução Agrícola, foi o momento em que a humanidade deixou de ser nômade para tomar hábitos sedentários. A possibilidade de plantar a própria comida e domesticar animais para consumo permitiu que o homem habitasse o mesmo lugar ao invés de viver mudando cada vez que a comida ficasse escassa. Com mais tempo livre, pode desenvolver habilidades artísticas e intelectuais. O desenvolvimento da matemática e da engenharia começa a ganhar as caras. Leis foram criadas para permitir que os humanos vivam juntos (Hammurabi aparece no segundo 54). A Idade Média aparece apenas nos dois últimos segundos finais. Tudo que aconteceu no século XX (as duas Grandes Guerras Mundiais, a Relatividade de Einstein, a Queda de Bolsa de 29, o homem na Lua, a descoberta da estrutura do DNA, a Ditadura Militar no Brasil, o surgimento da ONU, a clonagem, todos os nascidos antes de 2000, etc) aconteceu nos últimos 200 milésimos de segundo do último segundo do último dia do Calendário Cósmico. Eu acho isso incrível!


23:59:59:999 ad infinitum - Atualidade
Equivalente ao tempo real: agora!

Os cálculos do Calendário se basearam em colocar 13,7 bilhões de anos em apenas um. Cada segundo do nosso Calendário Cósmico teve cerca de 450 anos. Ou seja, toda a nossa existência como indivíduo não sairá dos "noves" perdidos na quase virada de ano. Para que o momento atual faça parte de um único segundo, precisaremos esperar quase 450 anos. Vimos que a nossa espécie Homo sapiens surgiu nos últimos sete minutos do Calendário. Sei que como espécie devemos nos orgulhar (ou nem tanto) de nossos incríveis feitos que alcançamos em apenas tão pouco tempo. Mas não podemos esquecer da pequenez de nossa espécie tanto no espaço, como no tempo. Vivemos em um planeta menor que um cisco de poeira para o Universo e demos as caras por aqui apenas alguns poucos minutos atrás. Devemos ter orgulho em sabermos que, graças ao conhecimento que conquistamos com tanto esforço, podemos nos colocar em nossos devidos lugares mas com certeza de não sermos "inferiores" ao Cosmos e sim que somos filhos dele.

Obrigado a todos que acompanharam o Calendário Cósmico acessando diretamente o blog, através da página exclusiva do Calendário Cósmico, através de feed ou por e-mail. No ano que vem tem mais novidades para vocês! Boas festas para todos e feliz 2012 para você!

Informações extras:
[1]: O conceito de Homo sapiens arcaico é um tanto discutido na comunidade científica. Geralmente engloba os antecessores dos homens modernos, como H. neanderthalensis e H. heidelbergensis.

[2]: Carl von Linné ou Carolus Linnaeus ou, em português, Carlos Lineu é considerado o pai da taxonomia moderna, ramo da Biologia responsável pela classificação da vida na Terra. Graças a ele que surgiu o classificação binomial, usado até hoje por nós, como no caso de identificarmos a espécie humana, Homo sapiens ou uma bactéria, como a Escherichia coli.

[3]: O que acontece na realidade é que a quantidade de mitocôndrias que o espermatozoide carrega consigo é tão insignificante comparado com a quantidade de mitocôndrias do ovócito da mãe que os estudos se baseiam apenas no mDNA presente nas células das pessoas que obtiveram da mãe.

[4]: O estudo foi baseado na teoria genética do Adão cromossomial-Y em que, cerca de 70 a 80 mil anos atrás, um "Adão" teria existido e a partir dele, todos os homens (já que são eles que possuem o cromossomo Y) descendem. Não podemos dizer que esse grupo, os Khoisan, são mais primitivos que os demais humanos, eles apenas conservaram as características mais antigas e que sim, continuaram a evoluir, em paralelo aos demais humanos.

[5]: O número de pessoas no espaço varia de acordo com o momento. O site How Many People Are In Space Right Now? mostra quantas pessoas estão no espaço nesse momento. A informação citada no post foi acessada em 29 de dezembro de 2011.

Carl Sagan está segurando uma placa que continha algumas informações sobre nós, como comparativo do tamanho da Sonda Pioneer 10 (que levou a placa) e do humano médio e outros dados. Quem sabe, no futuro, algum alienígena não encontra a sonda e veja a placa. Essa é a ideia. Imagem em The Encyclopedia of Science.

Nenhum comentário:

Postar um comentário