9 Meses - post 1

Uma das grandes queixas das mulheres (e dos homens) são os dias que antecedem a
menstruação. A tensão pré-menstrual (TPM) ocorre devido a mudanças hormonais que
acontecem momentos antes da menstruação vir, causando mudanças fisiológicas no
organismo feminino.

Sangue
Meia-noite. Ao fundo os primeiros fogos de artifício clareiam o céu escuro de Copacabana. Carlos, com uma taça de champanhe em um das mãos, é beijado apaixonadamente por longos minutos por uma bela morena de 31 anos que está casado faz cinco anos. Para Ana está tudo perfeito: finalmente estavam os dois, usando branco, com um bom champanhe, vendo os fogos de artifício em Copacabana. Na verdade, não estava completamente perfeito: a cada quinze minutos Ana pedia para Carlos observar seu longo vestido branco em busca de alguma mancha. Estava menstruada.

Ana percebera que estava menstruada apenas algumas horas antes, quando estava no hotel se preparando para a festa. Teve que sair para comprar um pacote de absorventes íntimos em uma farmácia próxima. Desde que parou com a pílula anticoncepcional há dois meses, ela esquece o dia em que menstrua. Embora ela não lembre exatamente o dia, ela sabe perfeitamente do porque ela sangrar a cada 28 dias. Ana é bióloga e, às vezes, deixa seu marido Carlos, engenheiro civil, doido por tanto ela falar das coisas do mundo da Biologia que não faz nenhum sentido para ele. Mas Ana sabe que, no fundo, Carlos gosta de ouvi-la falar sobre Biologia.

Tanto é que, no caminho de volta da farmácia, Carlos resolveu perguntar para ela porque ocorria a menstruação:

-- Querido, o corpo da mulher se prepara para a gravidez todo mês. Embora cada mulher seja diferente, geralmente o ciclo menstrual ocorre a cada 28 a 30 dias. Nesse período entre uma menstruação e outra, a mulher ovula.

-- Mas o que é esse sangue? - pergunta o marido.

-- Enquanto o organismo da mulher prepara o ovócito para ser ovulado, no útero ocorre um espessamento de sua parede interna, o endométrio. Se o ovócito for fecundado, esse endométrio servirá de lar para que o bebê se desenvolva.

-- Mas e se a mulher não ficar grávida?

-- Simplesmente toda essa capa se degenera. Como há vasos sanguíneos, glândulas e células nesse endométrio, a sua degeneração resulta em sangramento, que é a menstruação.

Nesse momento o pensativo marido é puxado pela esposa de volta à calçada. Mais um pouco e teria sido atropelado por um motociclista. Com a mão no coração, só ouviu uma mistura de "Tudo bem?" vindo da esposa com palavrões vindos do motociclista apressado. Depois do susto, voltando para o quarto do hotel, o marido ainda pensativo indaga:

-- Querida, digamos que a mulher fique grávida. Como o organismo dela sabe que não pode menstruar?

-- Hum - Ana sabe que dizer apenas "são hormônios" não irá saciar a curiosidade de Carlos - ok, vamos do princípio, certo? A mulher possui milhares de folículos em seus dois ovários[1]. A hipófise, uma glândula hormonal que fica, aproximadamente, no meio de sua cabeça libera um hormônio chamado FSH[2] que, no ovário, estimula o crescimento de vários desses folículos mas apenas um deles amadurece de fato. Esses folículos possuem células que ficam ao redor, chamadas de células foliculares. O FSH as estimula a produzir estrogênio. O estrogênio irá estimular o crescimento do endométrio. Passado alguns dias, a hipófise irá liberar um outro hormônio, o LH[3]. Esse hormônio irá agir no folículo maduro ocorrendo a ovulação. Num ciclo de 28 dias, a ovulação ocorre no 14º dia. O LH é liberado cerca de 24 horas antes da ovulação. Tudo bem até aqui? - Ana percebe que seu marido a está olhando espantado, com cara de "como você guarda tudo isso em sua cabeça?".

-- Está sim querida, pode continuar...

-- Ok, quando a mulher ovula, algumas células foliculares acompanham o ovócito na tuba uterina mas um grupo grande de células ainda ficam no ovário. Pois bem, o LH as estimulam a se transformarem em uma glândula, o corpo lúteo. O corpo lúteo irá, agora produzir progesterona e um pouco de estrogênio. Esses dois hormônios irão fazer o endométrio se espessar ainda mais.
Se a mulher não ficar grávida, o corpo lúteo começa a degenerar e cessa a produção de progesterona e estrogênio. Com essa queda hormonal, o endométrio regride e ocorre a menstruação.

-- Certo, até aí eu entendi. Mas como o organismo da mulher sabe que não deve menstruar já que ela ficou grávida?

-- Agora eu te digo: se a mulher ficar grávida, aquele monte de células que será o futuro bebê irá se fixar no endométrio. Essa bolinha de células chamada de blastocisto[1] terá uma única grande célula que produzirá o hCG[4]. Esse hormônio impede que o corpo lúteo degenere. Não degenerando, a mulher não menstrua.

-- Ah, entendi! É como se o futuro bebê dissesse para a mãe que ele está lá! - exclama Carlos se levantando da cama.

-- É isso mesmo! - disse com um sorriso no rosto. Adorava explicar o que sabia e, às vezes, o seu marido era o seu aluno. Ana logo se levanta da cama onde estava com o marido - bem querido, vamos logo já que aquela praia deve estar cheia!

Já naquela noite, esperando o momento do estouro dos fogos, ambos de branco, com uma taça de champanhe nas mãos, Carlos sussura no ouvido de Ana:

-- Então não queremos que você menstrue na próxima vez...

Ana se vira, com os olhos levemente marejados, e o beija apaixonadamente ao mesmo tempo que os fogos de artifício colorem o céu escuro de Copacabana. Feliz ano novo.

Informações extras:
[1]: Essa informação será explicado melhor em outro post da série.

[2]: FSH é sigla para 'hormônio folículo-estimulante'.

[3]: LH é sigla para 'hormônio luteinizante'.

[4]: hCG é sigla para 'gonadotrofina coriônica humana'.

Imagem por ~tommymcmillion em seu deviantART.

Nenhum comentário:

Postar um comentário