Kit de Detecção de Mentiras

"Everybody lies". Para House, a mentira é a coisa mais comum
da humanidade. A imagem acima é um desenho (não estou mentindo).

"A mentira tem perna curta", já dizia sua avó. Dependendo da mentira, realmente ela não se sustentava por muito tempo. As velhas mentirinhas de tentar se safar, quando criança, de uma bronca (ou coisa mais séria) após a divertida obra de arte feita na parede da sala são exemplos clássicos.

Há, porém, mentiras (ou seriam falsas verdades?) que duram muito mais tempo. É o caso de diversas pseudociências que, às vezes, aparecem em nossas vidas. A homeopatia, a acupuntura, o horóscopo e o reiki são exemplos mais comuns e geralmente conhecemos alguém que os usa (algumas vezes até o próprio leitor é adepto de uma delas). Outras menos comuns envolvem a radiestesia, mesas dançantes ou a ideia de que o planeta é oco por dentro.

A adesão das massas a esses tipos de práticas é a sua aparente roupagem científica - uma moda comum a isso é colocar a palavra "quântico" em qualquer coisa que se pretende mostrar ser mais "científico". Coloque "quântico" em qualquer palavra que você imaginar e pimba! ele virá algo incrível[1] - embora de científico, essas práticas e pensamentos nada possuem. O arcabouço científico é tão ralo para essas práticas que recebe o nome de pseudociência (ou falsa ciência).

Embora pareça simples descobrir uma pseudociência, ela não é. Algumas vezes a pseudociência está tão bem rodeada de argumentos que parecem ser científicos que, muitas vezes, eles enganam pessoas inteligentes - conheço pessoas assim.

Para ajudar nessa árdua tarefa para evitar em ser logrado por espertinhos, Carl Sagan desenvolveu uma espécie de "kit" de detecção de mentiras, que basicamente arma o conhecedor desse kit com conhecimento para, principalmente, questionar essa prática afim de verificar se realmente é algo que possui embasamento científico.

O cético Michael Shermer adaptou esse kit de detecção de mentiras em uma linguagem mais atual, compatível com o mundo onde a informação transita de forma fácil e rápida. Afinal de contas, quem nunca recebeu e/ou viu alguma corrente de e-mail (atualmente também disponível nas redes sociais) falando sobre enviar para tantas pessoas que irá ganhar dinheiro ou tratar de alguma doença?

O vídeo tem pouco mais de 14 minutos e, para quem deseja aprender mais a se esquivar de charlatães que tentam te empurrar goela abaixo algumas baboseiras que infelizmente ainda povoam o mundo.

 

Informações extras:
[1]: muitos espertinhos se aproveitam do pouco conhecido significado (pelo público leigo) da palavra quântico que acabaram adaptando esse termo em tratamentos médicos deveras duvidosos. A cura quântica ainda é um negócio que atrai pessoas e movimenta dinheiro (seja por venda de livros sobre o assunto, cursos sobre a "cura" ou praticando os procedimentos em clientes pagantes).

Imagem por ~silentparts em seu deviantART.

Nenhum comentário:

Postar um comentário