Fofo e sexy!

 

Children_by_lanajo

Alguém lembra do caso do ursinho Knut, não é mesmo? Basicamente era um ursinho superfofinho que foi abandonado pela mamãe urso e alguns ativistas alemães queriam sacrificá-lo. Motivo: ele seria criado de forma não natural. Bom, não sei em qual hospital possivelmente esses ativistas foram parar mas o mundo todo se rebelou: como pode alguém querer matar a coisa mais “tifofa” do mundo? O urso firou celebridade! Sua carinha meiga e dócil conquistou o mundo. Pessoas de diversas partes do planeta iam ao zoológico apenas para ver o ursinho e suas peraltices.

Por que gostamos tanto de coisas fofas? E isso não é apenas com outras espécies, mas também com a nossa. Basta reparar em nossos bebês (não nosso no sentido de meu e seu, mas no sentido geral, você entendeu) em como eles tem o rostinho corado, dobrinhas “cheinhas” nos dedinhos e as buchechas idem. Sem falar daquele “olhão” vivo e esperto. Achamos aquilo uma graça. Não é a toa. Afinal de contas valorizamos a coisa fofa.

Mas não valorizamos a toa. A coisa fofa (o ursinho ou um bebê) nos passa a imagem de serem dóceis e carinhosos. Ao longo da evolução nós (e outras espécies inclusive) demos preferencia para esse tipo de característica. Quem tinha essa característica tinha mais chances de sobreviver por ser mais atrativo e de passar seus genes para frente. Já quem não tinha essa característica tinha menos chances de ter descendentes. Com o tempo apenas quem era considerado “fofo” sobreviveu.

Bom, essa espécie de infantilização (pois a característica de continuar dócil é algo infantil. Se essa característica continuar na fase adulta houve um processo citado) existe inclusive na nossa espécie. Análises do crânio humano adulto mostra que são semelhantes ao crânio de um chimpanzé infantil. Outra coisa seria a pouca quantidade de pelos que temos no corpo (mesmo sendo adultos).

Foi uma das coisas que li no livro de Reinaldo José Lopes, Além de Darwin (quando terminar de ler eu falo mais sobre o livro). Então uma ideia surgiu em minha cabeça: bom, se valorizamos as coisas fofas, isso deve ser levado até mesmo em nosso desenvolvimento sexual.

Antes de tudo, vamos relembrar algumas coisas mais óbvias: os homens, ao procurar uma parceira, procuram traços de beleza, tanto no rosto como no corpo. Ao contrário do que as mulheres pensam (que homem é tudo safado e só pensa em olhar na bunda delas), os homens fazem isso (lembre-se de que é uma ação inconsciente) para verificar o quão saudável é a mulher que ele está analisando e se ela está preparada para gerar uma criança (para quem esqueceu, o sexo não é só oba-oba. Ele serve para ter filhos também (óóóóóóóóó)). Já a mulher ao encontrar um parceiro dá preferência pelo status do homem na sociedade. Como ela vai gastar mais energia para gerar e cuidar da prole é fundamental que o homem que ela escolheu a sustente e garanta que seus filhos se deem bem (para que tenham mais sucesso reprodutivo também).

Como assim “o homem que ela escolheu”? Sim machos de plantão, o relacionamento só vai para frente se a mulher quer. Bom, é aí que chegamos na ideia que tive.

Sabemos que as meninas amadurecem mais cedo que os meninos (cerca de dois anos). Bom, se os homens demoram mais para amadurecer isso significa que eles passam por mais tempo na infância e, de certa forma, ficarão mais fofos (sim, coloquei ‘homens’ e ‘fofos’ na mesma frase). Já as mulheres amadurecem mais cedo, ou seja, suas características sexuais desabrocham mais cedo, fazendo os homens ficarem de olho nelas.

Tirando as características culturais (que em nossa espécie dá muito peso) as mulheres que escolhem quais os parceiros elas pretendem ter. E, baseado na ideia de valorização da imagem dócil e carinhosa, os homens inciam o período fértil mais tarde que as meninas, para que essa característica permaneça por mais tempo. Ao passo que as meninas desenvolvem-se mais cedo para que as características femininas sejam atrativas aos homens (os homens, mesmo com uma mulher dando sopa não vai querer sair com uma mulher que não está “saudável”, compreendem?).

Obviamente não tenho como provar essa minha ‘teoria’ mas é uma explicação plausível que encontrei para o motivo de os meninos demorarem mais para amadurecer. Se existir outra explicação ficarei feliz em saber.

Enquanto isso eu fico feliz ao saber que as mulheres ficam gostosas atrativas antes que os homens. Temos mais tempo para sermos paparicados. :)

Imagem por ~lanajo no DeviantART.

Nenhum comentário:

Postar um comentário