Calendário Cósmico 02

Ex Ovo Omnia ou ‘Tudo vem do ovo’ foi a frase feita por William Harvey (1578-1657) para expressar
sobre o Ovo primordial que daria origem a todas as coisas que existem, desde as formas vivas
até o Universo. Essa era uma das muitas explicações sobre a origem do Cosmo.


07 de Janeiro
23:47:02 – Primeiras estrelas...

Equivalente ao tempo real: 300 milhões de anos


Por incrível que pareça, foram necessários apenas sete dias do nosso Calendário Cósmico para que as gigantescos pontos brilhantes começassem a reluzir pelo Universo jovem. A formação das primeiras estrelas ocorre de maneira um tanto diferente da formação das estrelas atuais. No princípio havia apenas elementos leves, principalmente hidrogênio e hélio. Então, como surgiram as primeiras estrelas?

Antes de começar, vamos ver o que é uma estrela: ela é muito mais do que uma simples bola gigante brilhando no espaço escuro. A estrela é nada mais do que um corpo celeste gasoso que está em equilíbrio hidrostático ou seja a força gravitacional (pense como algo empurrando para baixo) está em equilíbrio com a pressão da estrela (algo empurrando para cima). A somatória dessas forças teria q ser próximo de zero, mantendo o equilíbrio. Uma simples desordem nesse sistema levará ao colapso da estrela...

Pois bem, acredita-se que no Universo jovem havia regiões do espaço mais densos que outros. Nesses locais, a quantidade de matéria é maior. A colisão entre elas é inevitável. Acontece que essas colisões não eram fortes o suficientes para fundir os átomos, apenas para mantê-los juntos. Nesse contexto entra a gravidade. A medida que a matéria ia se aglomerando a força gravitacional ia aumentando, o que trazia mais átomos para aquele aglomerado. Com o passar do tempo a pressão do sistema ia aumentando, o que aumentava sua temperatura. A gravidade estava sendo mais forte que a pressão, ou seja, mantinha as coisas unidas ainda. Em altas pressões e temperatura o átomos de hidrogênio (maior parte da constituição das estrelas, tanto primordiais como as atuais) se fundem formando o hélio. Essa fusão libera energia em forma de luz e calor, que é irradiado para o espaço.

Pela primeira vez o espaço estava iluminado. As primeiras estrelas surgiram dispersas no jovem Universo de 300 milhões de anos. Mas, como veremos mais para frente essa nuvem gigantesca formada devido as diferenças de densidade do Universo formariam mais estrelas, que ficariam próximas umas as outras formando uma das maiores estruturas do Universo.

Com o passar dos milhões de anos, as estrelas nascem e morrem. As primeiras estrelas eram muito instáveis e explodiam depois de alguns poucos milhões de anos de vida. A grande energia liberada nessa explosão era suficiente para formar os demais elementos existentes na tabela periódica. No futuro, esses restos estelares darão origem a novas estrelas.

Imagem por *xXxLEARNTOFLYXxX em seu DeviantART. Com informações de Scientific American Online e Wikipédia. Encontrei a mesma referência para a frase citada em diversos sites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário