A voz de Hawking...


Stephen Hawking é um dos cientistas vivos mais conhecidos do mundo. Certa vez fui à biblioteca da minha cidade e perguntei e havia livros dele. A atendente ficou olhando por alguns segundos para mim e disse: aquele que anda na cadeira de rodas 'meio assim'? Acredito que ela não fez por mal embora no momento tenha sentido um certo preconceito contra uma das maiores mentes da atualidade.

Bom, de certa forma, ela estava querendo confirmar algo óbvio: quando falamos em Stephen Hawking, querendo ou não, a primeira imagem que vem em nossas mentes é de um senhor em uma cadeira de rodas bem moderna. Acontece que temos uma mente brilhante num corpo com uma triste doença: ELA ou Esclerose Lateral Amiotrófica. O caso de Hawking é uma condição raríssima, afetando cerca de duas para cada 100 mil pessoas na Terra. Geralmente as pessoas sobrevivem cerca de dois a cinco anos após detectada a doença. A ELA foi detectada no cientista quando ele tinha 21 anos de idade. Atualmente ele tem 69 anos e a doença não afeta a capacidade intelectual. Tanto que em 2010 publicou The Grand Design sobre a origem do Universo.

Em 1985 durante uma visita ao CERN ele contrai pneumonia e como uma medida de não perder a vida, ele foi submetido a uma traqueotomia e o que restava de sua voz se perdera. Então desde então ele usa um sistema computadorizado de voz (voz sintética) que o ajuda a palestrar, dar aulas e se expressar. Atualmente, o sistema de base dele é um Windows XP e seu sintetizador de voz é um programa chamado NeoSpeech's VoiceText. As palavras salvas num espécie de dicionário são exibidas para ele no monitor e com movimento dos músculos dos olhos ele as seleciona e monta a frase. Terminada a frase, ele manda para o sintetizador de voz para ser dita. Tanto o laptop Lenovo ThinkPad T60 quanto sua cadeira são alimentados por baterias semelhante a de veículos. Atualmente ele pode conectar à internet e telefonar via VoIP (voz sobre IP, tecnologia base do Skype, por exemplo).

Com a ajuda do programa de computador, ele pode passar um pouco de seu conhecimento e ajudar a compreender os mistérios dos Universo. Abaixo uma palestra disponível no TED ele responde algumas perguntas e numa questão extra feita pelo apresentador ele demora sete minutos para formular a resposta no computador.

Para ativar legendas em português, vá em View subtitles.

Com imagem de nasa hq photo em seu Flickr. Com informações de Drauzio Varella, Wikipedia e Stephen Hawking.

Nenhum comentário:

Postar um comentário