Calendário Cósmico 06

A Criação de Adão, pintado na Capela Sistina por Michelangelo, mostrando o momento da criação do homem.
As teorias e ideias sobre o surgimento da vida do ponto de vista científico só tomaram forma recentemente.
Durante toda a história antiga e principalmente medieval, a ideia de apenas um ser superior poderia
fazer surgir a vida era regra. Quem não aceitasse isso, era considerado um herege.

20 de Setembro
17:06:43 - Origem da vida...
Equivalente ao tempo real: 3,8 bilhões de anos atrás

No nosso calendário cósmico, hoje, a vida começa a despontar no planeta Terra. Acredito que, dos posts destinados à essa série, esse seja o mais complicado: não por conter palavras difíceis ou nada do tipo. Falar sobre a origem da vida na Terra envolve muito trabalho dedutivo e aquela história de "eu acho" (se é que o "eu acho" tenha uma base química, física e biológica envolvida); sem falar que esse tema mexe muito com os religiosos. A Ciência, por mais que se esforce, não conseguiu inventar nada que faça saber exatamente o que tinha no passado da Terra. Podemos chegar bem perto, mas ainda assim temos que levantar o pé para enxergar algo bem distante que parece ser a resposta mais plausível.

Muitos cientistas acreditam que até mesmo essa data, cerca de 700 milhões de anos depois da Terra ter surgido, seria muito difícil da vida ter ganhado forma. As evidências mais antigas apontam para estruturas mineralizadas que podem ter sido feitas por organismos primitivos. Além disso, diversas estruturas básicas demais precisariam de certas restrições para surgirem espontaneamente, como aminoácidos e, consequentemente, as proteínas. Acredita-se que, muitos aminoácidos podem ter se formado no espaço e vindo de carona (através de algum asteroide, por exemplo) até a Terra. Foi encontrado uma relação entre os aminoácidos presente nos organismos e os presentes no espaço.

Bom, independente da origem exata (tanto como ou quando), os especialistas estão cada vez mais convencidos de que as primeiras formas de vida não passavam de microscópicas bolhas que continham um material genético em seu interior e um maquinário proteico básico. Experimentos em laboratório mostraram que estruturas semelhantes á membrana celular e proteínas básicas conseguiram, sozinhas, crescer usando matéria disponível no meio de cultura e até mesmo se duplicar. Obviamente não chamamos isso de vida mas há um linha muito fraca que separa o que um ser vivo faz do que reações químicas fazem por si.

Acredita-se que, as primeiras formas de vida tinham um sistema genético muito simples. O mais aceito atualmente é o chamado Mundo de RNA. O DNA é uma estrutura molecular complexa e que dificilmente ela surgiria pronta no planeta Terra primitivo. Possivelmente uma estrutura similar tenha tomado conta do recado antes de seu advento como a responsável pelo armazenamento da informação hereditária. O RNA seria a chave. Ela é uma fita simples que pode desempenhar muito bem a função de armazenar, duplicar, transcrever e traduzir a informação. Obviamente isso é uma suposição que os cientistas reproduzem em laboratório baseado no que tinha na Terra na época e, com isso, vão criando suposições. Demorará alguns bons anos antes de termos uma resposta mais palpável.

P.s.: sentiram falta de Oparin, Miller-Urey? Acho que devo tratar sobre esse assunto, que foi um dos primeiros trabalhos sérios sobre a origem da vida, num post dedicado a eles apenas.

Imagem em Dimensão Estética. Com informações de:
RUMJANEK, Franklin D. Ab initio: origem da vida e evolução. Rio de Janeiro, Vieira & Lent, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário