Cosmos... de Carl Sagan

"Nós somos um meio dos Cosmos se conhecer"

O primeiro contato com que tive com Carl Sagan (ao menos que me lembre) foi em meados de 2007. Lembro-me de ter visto o primeiro episódio de Cosmos passando na TV Escola enrolado numa coberta, com uma fria chuva caindo fora de casa num fim de tarde. A calma música de abertura é, para um fã, inesquecível[1] e Sagan, ainda ao longe na paisagem, começa a série com sua voz mansa e, embora calma, suas palavras apontam para a grandiosidade do Universo:

"O cosmo é tudo aquilo que é ou foi ou ainda será.
Nossas observações do cosmo mexem conosco. Um formigamento na espinha, uma falha na voz, uma sensação indefinível, como uma recordação distante de uma queda de grande altura."

Carl Sagan é considerado por muitos pesquisadores e divulgadores de Ciência (além de nerds e blogueiros em Ciência) como um dos maiores divulgadores não apenas da Ciência, mas da razão e do pensamento crítico. Formado em Astronomia, ele já publicou (como autor ou co-autor) mais de 600 trabalhos e participou na elaboração de mais de 20 livros onde, inclusive, já ganhou o prêmio Pulitzer (prêmio literário americano). Foi convidado pela NASA para integrar a equipe de cientistas das missões Voyager e Pionner. Acreditava na Ciência em todas as suas formas.

O seu amor pela Ciência é tão grande e tão nítido que na década de 80, baseado em seu livro, era exibido na TV mundial a série Cosmos. Composto por 13 episódios, cada um com cerca de uma hora, Sagan viaja pelo Universo nos mostrando as maravilhas que sabíamos na época. Nos contou sobre a vida e sua incrível maquinaria biológica, contou sobre como se faz Ciência e como o conhecimento antigo chegou até nós e como os gênios da Ciência aumentaram o nosso mundo real.

Para os que ainda não assistiram a série ou os que, assim como eu, adora rever um pouquinho nosso amado Sagan, deixo para vocês todos os 13 episódios em uma única playlist. Caso não queira ver os 13 episódios de uma vez, nesse link você poderá acessar a playlist e escolher o episódio que deseja ver.


Não é segredo para ninguém que Sagan fosse ateu. Quando questionaram Ann Druyan (última esposa de Sagan) se ele [Carl] se convertera no leito de morte, Ann respondeu:

"Carl nunca quis acreditar... ele quis saber!" 

Recomendo que separem um tempo de seu fim de semana (sim, eu sei, é difícil deixar aquela série que você ama de lado, mas essa série com certeza você irá adorar assistir) para assistir Cosmos. E sinta seu Universo pessoal expandir.

P.s.: agradeço ao pessoal do Universo Racionalista por compartilhar essa obra-prima para todos nós.

Informações extras:
[1]: a abertura, assim como diversas outras músicas da série Cosmos foram feitas por Vangelis (talvez você o conheça pela clássica música de 'Carruagens de Fogo'). A música de abertura, chamada Heaven & Hell, dá o tom inicial à série.

Imagem por *Stygma7 em seu deviantART.

Nenhum comentário:

Postar um comentário