Calendário Cósmico


Já disse Carl Sagan "O tamanho e a idade do Cosmos estão além da compreensão humana comum". Fazer unidades de medidas tão grandes serem compreendidas por nós é realmente muito complicado. Sabemos que um quilômetro é uma distância razoável. Sabemos que 15 km é uma distância grande, cansativa. Mas e um ano-luz? Um ano-luz equivale a mais ou menos 9,5 trilhões de km! É uma distância muito grande, não é mesmo? Mas grande quanto? E que tal 30.000 anos-luz, que a distância do Sistema Solar ao centro da Via Láctea, a galáxia onde estamos? Realmente não podemos conceber em nossas mentes grandezas desse nível.

O mesmo vale para o tempo. Podemos imaginar alguns dias, vários meses (como a prestação do carro ou da casa) ou até alguns anos. Mas consegue imaginar 4,7 bilhões de anos, que é a idade estimada da Terra? São valores muito altos para que nosso cérebro consiga trabalhar.

Então, em nossa incrível capacidade imaginativa, conseguimos contornar esse problema trazendo esses valores inimagináveis para a escala em que podemos compreender. Podemos imaginar que, se a Via Láctea fosse do tamanho de uma pizza, estaríamos (o Sistema Solar, incluindo todos nós), entre o fim do recheio e o começo da massa (a borda). Isso conseguimos imaginar, já que estamos mexendo com alguns centímetros e não com 30 mil anos-luz (lembre-se que cada ano-luz tem mais de 9,5 trilhões de km).

O mesmo vale para o tempo. Imaginar a história do Universo de 13,7 bilhões de anos é uma árdua tarefa. Podemos simplificar isso. Em Cosmos, Carl Sagan apresentou a ideia do Calendário Cósmico em que ele colocara toda a história do Universo em um mero calendário de um ano! Assim, se baseando que o Universo surgiu a zero hora de 1 de janeiro e que a atualidade é o último segundo do último minuto do último dia do ano fica mais fácil saber onde as demais coisas que aparecem no Universo surgiram.

Para tanto, algumas regras de três foram usadas para converter 13,7 bilhões de anos em apenas um! De uma forma simples, cada segundo desse calendário cósmico equivale a aproximadamente 434,5 anos. Ou seja, cada mês no Calendário Cósmico vai ter aproximadamente 1,1 bilhão de anos.

A postagem segue a regra: aproximei as datas considerando o mês, o dia, horas, minutos e segundos. A postagem do evento considerado importante será feito nos mesmos horários e datas das datas convertidas no Calendário Cósmico. Por exemplo, o primeiro post que será sobre o Big Bang ocorrerá a zero hora de 1 de janeiro, já que no Calendário Cósmico o Big Bang ocorreu a zero hora de 1 de janeiro.

O objetivo central do Calendário Cósmico é fazer entender os eventos mais importantes do Universo e na Terra (incluindo a história humana) na ordem que ocorreram e nas datas em que aconteceram, de uma forma mais fácil de entender. Assim é mais fácil de explicar que a Terra surgiu no fim de agosto do que nove bilhões de anos depois de surgir o Universo.

Vamos começar nossa jornada de um ano por toda a história do Universo. Te convido para conhecer mais sobre o lugar onde você vive, do que você é feito, como surgiu essas coisas e mostrar um pouquinho sobre o surgimento de um fenômeno que, por enquanto, é exclusivo da Terra: a vida!














Dia 08 - Primeiros organismos multicelulares: as esponjas!

Dia 17 - Uma explosão de diversidade: a explosão do Cambriano!

Dia 18 - Vertebrata: os primeiros animais com vértebras!

Dia 19 - Respirando ar pela primeira vez!

Dia 25 - Os lagartos terríveis: dinossauros!

Dia 26 - Os primeiros mamíferos e a ascensão das gimnospermas!

Dia 28 - As primeiras aves e a diversidade das angiospermas!

Dia 30 - Fim de uma grande era: a extinção dos dinossauros!

Dia 30 - A origem dos primatas!

Dia 31 - O mais antigo hominídeo!

Dia 31 - Nossa querida Ardi!

Dia 31 - Os incríveis macacos do Sul e os primeiros Homo!

Dia 31 - O homem de Neandertal, o Homo sapiens, a origem da Cultura e os últimos momentos!

Obrigado por ter acompanhado essa nossa aventura de 13,7 bilhões de anos em apenas um!

Update 30/03/14: a nova versão da série Cosmos (dessa vez apresentada por Neil deGrasse Tyson) trouxe, também, uma versão do Calendário Cósmico muito bonita. Agora o calendário está disponível para você baixar, imprimir e tudo o mais! Abaixo está uma versão em imagem do calendário. Para ver no tamanho gigante e boa para impressão, baixe a versão .pdf aqui.


Uma observação que gostaria de fazer para o leitor mais atento: as datas podem ter uma diferença entre o que foi apresentado aqui no blog e os da imagem. Isso se deve, principalmente, às fontes utilizadas para se basear nas datas para a conversão.

Imagem feita por mim, protegida por CC. Imagem do calendário da série Cosmos vi primeiro aqui.