9 Meses - post 21

Os seios começam a ficar maiores a medida que os meses de gravidez avançam. Uma amiga de Ana
ficou curiosa sobre como isso acontece.

Indo às compras!
A mulher fica olhando para o espelho com a boca bem aberta. Ao mesmo tempo passa um lápis nos olhos. O homem chega logo atrás dela. Ela o vê no espelho e aguarda até ser abraçada confortavelmente. O homem diz algo, beija a boca de sua mulher (que ainda não havia passado nenhum batom) e sai. A mulher continua se maquiando quando ouve o barulho da porta sendo fechada e do carro saindo da garagem.

Ana não via a hora de ir para fazer uma boa compra. Ela estava adiando esse momento até agora. Durante os primeiros meses de gravidez, a barriga e as mamas[1] não estavam incomodando tanto, e Ana não sentiu necessidade de comprar roupas mais largas. Com o passar dos meses, Ana sentiu que sua roupa estava ficando apertada. Comprou uma ou outra peça de roupa para usar (principalmente em seu trabalho, o que a fez comprar um jaleco mais folgado) mas não tinha tido um dia apenas para fazer isso.

Ana estava ainda se produzindo quando ouviu a campainha da casa tocar. "Será que ela já chegou", pensou. Rapidamente deu uma olhada rápida para si, viu que precisava terminar uma coisa ou outra mas estava "apresentável" e desceu as escadas. Ao abrir a porta deu de cara com Helen, sua amiga.

-- Ana, tudo bem com você, amiga?

-- Comigo está ótimo, e com você? - perguntou Ana, a convidando para entrar em casa - eu estou terminando de me arrumar e já vamos, tudo bem?

-- Tudo bem... como vai esse barrigão, hein?

-- Ai amiga, crescendo - disse subindo as escadas enquanto Helen a acompanhava - estou precisando comprar algumas roupas para mim urgentemente. Vou aproveitar para comprar algumas pecinhas de roupas para a minha menina. Já que a minha casa está uma bagunça com a reforma para o quarto da bebê, irei ver alguma coisa para decorar - chegando no banheiro, caçou um batom que estava desejosa em usar.

-- Ai ai, mas você está linda com essa barriga! Faz quanto tempo que não te vejo? Uns dois meses, por aí? Cresceu bastante!

-- Você viu, né... bom, não sei se você tomou café da manhã mas há algumas coisas pra comer, se você quiser.

-- Não, obrigado. Tomei um café reforçado hoje - disse Helen, risonha.

-- Ai amiga, obrigada por ir comigo. Não gosto de fazer essas coisas sozinha. Ainda mais para comprar coisas de bebê, nunca fiz isso...

-- E você acha que eu já fiz isso? E não precisa agradecer, faz tempo que não saímos juntas.

Após mais alguns minutos, Ana e Helen saem de casa e partem em direção ao centro da cidade.

* * *

-- Ai amiga, agora sim... - disse Ana para Helen dentro do carro, depois de algumas horas em compras - sabia que esse suporte do sutiã estava me matando de tão apertado?

-- Crescem rápido não é mesmo?

-- Nossa, eu sabia que crescia mas não tanto... às vezes é preciso da prática pra levar a teoria ao pé da letra - disse Ana, freando o veículo para o sinal vermelho do semáforo à sua frente.

-- Como assim?

-- Bom amiga, você sabe que eu sou bióloga, né. A gente sabe como funciona algumas coisas. Sabia que as mamas cresciam mas não pensei que fossem tanto.

-- Ah sim, entendi... - Helen fica um pouco pensativa e resolve perguntar - mas amiga, como os seios crescem nessa fase? - o sinal fica verde e Ana acelera.

-- Bom, quando estamos grávidas, o organismo começa a produzir uma quantidade maior de estrogênio e progesterona - Ana fala vagarosamente, puxando as informações em sua cabeça e prestando atenção no trânsito - Esses hormônios estão relacionados em manter o bebê no útero da mãe e, também em induzir um maior acúmulo de gordura nas mamas. É por esse estímulo que os seios crescem durante a gravidez. Durante a gravidez ocorre um escurecimento da aréola, que fica ao redor do mamilo, sabe? Acreditam que esteja associado a um meio do bebê identificar com mais facilidade o seio da mãe, já que a visão ainda não está bem formada.

-- Hum, que bacana. Então são esses hormônios que fazem produzir leite, né?

-- Então, na verdade não. O que acontece é que esses hormônios aparentemente inibem a ação da prolactina, o hormônio responsável pela produção de leite. Durante a gravidez há sim uma produção de leite, bem baixa, mas há. Entretanto, quando a mulher dá a luz (e a placenta é removida), a quantidade de estrogênio e progesterona caem muito, permitindo a prolactina agir. Desse modo há um aumento muito grande na produção de leite, principalmente nas próximas 48 horas.

Esquema simplificado mostrando o desenvolvimento das mamas durante a gestação.
Em 'A' é mostrado que a ação dos hormônios estrogênio e progesterona (setas azul e vermelha)
acabam estimulando no aumento das mamas. Ao mesmo tempo a ação deles inibem a ação do
hormônio prolactina (barra em 'T' invertido verde). Com o nascimento, a quantidade de
estrogênio e progesterona caem e permitem a ação da prolactina. Em 'B' um corte em camadas
do seio, mostrando a camada de gordura que dá forma ao seio. Abaixo dessa camada,
há diversos lóbulos de glândulas produtoras de leite. Todos estes se encontram no mamilo,
formando pequenos poros por onde o leite é expelido com a sucção.

-- Que bacana.

-- Sim. E a prolactina, juntamente com a ocitocina, ajudam a 'empurrar' o leite para fora.

-- Muito legal isso... ai ai, é muito bom ter uma amiga inteligente - ambas riem.

Já próximo da uma hora da tarde, Ana vira o carro e estaciona em frente de casa. Helen, antes de sair do carro, faz sua última pergunta:

-- Ana, existe alguma diferença entre os seios dos homens e mulheres?

-- Bom, existe diferenças morfológicas apenas quando adultos, ou seja, após a puberdade. Mas anatomicamente falando as mesmas estruturas existentes no menino existem na menina. A diferença é, basicamente, a quantidade de gordura que é acumulada na mama da menina devido aos hormônios femininos. As mamas são uma modificação das glândulas sudoríparas, que passam a se desenvolver para a produção de leite. Só na puberdade, com o estrogênio, a mama cresce e passa a ter a característica que conhecemos.

Após uma rápida conversa e uma ajuda para levar as coisas dentro de casa, ambas se despedem pela manhã de compras. Ana carrega algumas sacolas para o quarto e encontra Carlos deitado confortavelmente na cama. Ao ouvir um barulho, o marido acorda e surpreende com a quantidade de sacolas que Ana deixou em cima da cama.

-- Caramba, meu amor. Você comprou qual loja hoje?

-- Você acha que isso é muito? Tem mais algumas sacolas em cima do sofá ainda para trazer.

-- Nossa... pois bem, o que você trouxe para mim? - perguntou, dando uma fuçada nas sacolas.

-- Bom, eu trouxe isso - disse, mostrando um bonito sutiã todo decorado - você pode ver meu desfile exclusivo com essas pecinhas novas, quer?

Carlos apenas desponta um grande sorriso no rosto.

Informações extras:
[1]: para a Anatomia, o mais correto é mama. Seio é o espaço que existe entre as estruturas do corpo. A depressão entre uma mama e outra é denominada seio. O mesmo vale para o espaço que existe dentro de alguns ossos da face, como o seio paranasal (que, quando inflamados, causam a sinusite), por exemplo.

Com informações de BabyCenter. Imagem por ~tabs33 em seu deviantART. Desenho feito por mim, protegido por CC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário