9 Meses - post final

Finalmente nasceu a "criança blogada"![1]

Se passaram 9 meses (mais de nove meses, na realidade), desde o momento em que Carlos e Ana comemoraram a virada do ano na praia de Cobacabana, mesmo com Ana preocupada por não manchar o vestido branco por estar "naqueles dias", o grande momento de amor de ambos e o feliz momento em que Ana conta a Carlos que estava grávida.

A série rendeu muitas visitas ao Do Nano ao Macro. Acredito que a busca por informações a respeito da reprodução humana ainda é algo pertinente entre os brasileiros, ainda mais onde uma consulta ao Google é muito rápida que uma consulta em um médico do SUS[2]. Meu objetivo era, desde o princípio, trazer para as pessoas os passos mais importantes do desenvolvimento fetal em uma abordagem que diferisse da mera dissertação. Pensei em trazer essas etapas como uma conversa entre amigos onde um explica para o outro o que está acontecendo num determinado momento ou tentar solucionar a dúvida do questionador. Para tanto, construí uma família onde a esposa, formada em Biologia, ajudava o marido engenheiro a imaginar o que se passava com sua filha. Para o marido, esse conhecimento o aproximava ainda mais da filha, já que a mãe estava experienciando a sensação de ter um serzinho se formando dentro de si.

Embora algumas coisas foram pensadas de última hora (como o local onde moravam, nomes de alguns personagens que aparecem no meio da história e até mesmo suas profissões), os nomes dos personagens principais foram bem escolhidos. Na trama temos o marido dedicado Carlos e sua paciente esposa Ana. Dessa união temos a recém-nascida Alexandra. Acredito que, se não for dito, dificilmente alguém faria alguma associação. Coloco apenas as fotos dos pais abaixo, assim, as coisas irão ficar mais claras.

"Na vastidão do espaço e na imensidão do tempo é uma alegria para mim
partilhar um planeta e uma época com Annie". Carl Sagan, em dedicatória
a Ann Druyan em livro.

Sim, a foto acima é de Ann Druyan e Carl Sagan. Um dos filhos de Carl Sagan (ele se casou duas vezes, sendo Ann sua segunda esposa) foi Alexandra Sagan. Foi uma discreta e singela homenagem ao homem que mostrou que a Ciência é a mais bela poesia da realidade[3], que não se contentou em apenas amar a Ciência, mas em compartilhar o que sabia para todos. Não é a toa que Sagan é considerado um dos maiores divulgadores de Ciência que já tivemos.

Espero que quem acompanhou a série tenha aprendido tanto quanto eu. Muita informação eu tive que pesquisar além daquilo que estava disponível no livro-texto e que vi em sala de aula. São as coisas mais corriqueiras da gestação e não tão focadas em embriologia. Espero que meus desenhos em várias postagens tenham ajudado a você a compreender aquele movimento importante de células para a formação de uma estrutura importante.

Sei que meus desenhos foram usados em trabalhos de faculdade (pelo menos quem entrou em contato comigo dizendo do uso das imagens, que forneci alegremente) e também por quem, talvez tenha usado, mas não tenha entrado em contato comigo. Não tem problemas. Apenas peço para citarem a fonte de tais imagens (no caso, este humilde blog ou o este humilde desenhista/blogueiro/estudante).

O casal Carlos e Ana, que permitiu adentrarmos mais na vida deles (em muitos momentos íntimos) estão felizes com a primeira filha. Carlos só está um pouco chateado quando a filha acorda às 3h30 da madrugada  e avisa que acordou. Ou quando Ana sai um "pouquinho" apenas e a filha deseja resolver todas as suas necessidades básicas e Carlos fica confuso na hora de entender se a filha quer ser limpa ou mamar leite). Mas Carlos sabe que é apenas no começo. Depois a filha cresce e irá arranjar mais problemas!

Fechando aqui, fica esse bacana gif que achei em minhas andanças na internet. Ele mostra bem o que acontece no corpo da mulher durante a gestação. Observe a compressão dos órgãos do trato digestivo a medida que o útero cresce para suportar o feto. Veja a bexiga também, que fica menor (o que justifica a mulher ir muito mais no banheiro que de costume).


Obrigado a todos os leitores que acessaram as postagens seja para acompanhar a história, para obter alguma informação mais científica ou simplesmente saber o que se passava. Espero manter outras séries futuramente no blog, que são feitas para você, leitor!

Apenas finalizando, Ana e Carlos me avisaram que a filha está ótima e que não para de rir para as pessoas. Que bom! =D

Informações extras:
[1]: Vinícius Penteado, que escreve no muito legal 'Ao Pé da Vida' recomendou as postagens da série para seus leitores e disse que esperava, no final da série, o nascimento dessa criança blogada. Veja aqui.

[2]: é importante dizer que a consulta ao médico não deve ser substituído a uma mera consulta à internet. O médico é um profissional que possui muito mais experiência em analisar o quadro global do paciente do que simplesmente escrever no Google alguns sintomas e esperar sua resposta. A internet é um bom local onde o conhecimento pode ser facilmente compartilhado. Entretanto, ele não é um consultório médico.

[3]: a frase é de Richard Dawkins, mas se encaixa perfeitamente na situação acima.

Imagem que ilustra o post por ~grv422 em seu deviantART. Imagem de Carl e Ann vi aqui. Imagem de mãe e foto desenhado e a animação não sei a origem (se souber, me avisem...).

Nenhum comentário:

Postar um comentário