Marie Curie: além do mito

Marie Curie fotografada por volta de 1930, em Paris, possivelmente
durante algum evento.

Acredito que todos tenham ouvido falar ou até mesmo conhecido a vida e obra dessa incrível dama da Ciência. A senhora, que quebrou paradigmas da sociedade europeia que via passar os acontecimentos do século XIX e XX. A senhora que viveu o florescimento de toda uma novidade científica que levou à Física Moderna. Essa senhora que fez parte desse florescimento.

Senhores... senhoras... gostaria de apresentar a pessoa que é, para mim, uma das mais importantes da história da Ciência dos últimos séculos, graças à sua inteligência, persistência e, inclusive, sua vida particular: a madame Marie Curie.

Madame Curie, a única a ser laureada com dois Nobel na área da ciência: o primeiro, em 1903, em Física, pela descoberta da radioatividade e o segundo, em 1911, em Química, pelo isolamento do elemento químico Rádio[1]. Sua história é envolvida em descobertas, participação na 1ª Guerra Mundial, rumores de paixões extra-laboratoriais e de mudar o jeito em como a sociedade via as mulheres[2].

Nessa produção francesa de 2011, nos é apresentado, em meros 52 minutos, essa senhora que mudou nosso conhecimento acerca da matéria e de como vermos o mundo atômico. Reservem uma horinha do seu dia (ou noite) para conhecer além do mito que é Marie Curie.


Informações extras:
[1]: a família Curie também é a que mais recebeu prêmios Nobel até hoje: foram cinco prêmios no total. Além dos dois citados acima, seu marido Pierre Curie recebeu um de Física em 1903 juntamente com Marie na descoberta da radioatividade; sua filha Irène Juliot-Curie recebeu, juntamente com seu marido Frédéric Juliot-Curie, um de química em 1935 pela descoberta da radioatividade artificial.

[2]: cheguei a ficar de boca aberta quando, no vídeo, o narrador informa que, um jornal na época de Marie noticia se "um dia, as mulheres serão consideradas seres humanos".

Imagem por Getty Images. Permitido para uso em blogs, não comercial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário